Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




contribuintes de todo o mundo, uni-vos

por Rodrigo Moita de Deus, em 17.03.09

Uma empresa chinesa de capitais públicos, o estado português e o estado da Saxônia preparam-se para assumir o controlo da Qimonda.Apesar de todo o dinheiro dos contribuintes a solução não é, tecnicamente, uma nacionalização. É mais uma multinacionalização.


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De Luis Melo a 17.03.2009 às 10:28

Mais uns milhões dos nossos impostos que irão salvar uma empresa... mas qual o critério para estes salvamentos?

O critério é aparecer na televisão? É que não é por certo o número de funcionários... muitos gritam pelos 1800 funcionarios da Qimonda...

E os 70.000 que não são da Qimonda e ficaram sem emprego, só no mês de Janeiro?
Sem imagem de perfil

De CaldoVerde a 17.03.2009 às 15:42

Um critério pode ser o facto de a quimonda ter sido até pouco tempo o maior exportador português...
Sem imagem de perfil

De Luis Melo a 17.03.2009 às 16:00

É... isso é o que o Ministro diz.
O que ele não diz é que não há nada na Qimonda que não seja importado.
Existem 4 aviões por dia (!!!!) que andam entre Portugal e Alemanha com produto da Qimonda.
Até os fatos usados na promoção, são levados para a Alemanha para serem lavados.

Será que assim, a importância na balança comercial é tanta?... não me parece.

Sr. Caldo Verde, faça uma favor a si proprio, não fale decor.
Sem imagem de perfil

De Luis Melo a 17.03.2009 às 16:01

Errata: Até os fatos usados na produção
Sem imagem de perfil

De CaldoVerde a 17.03.2009 às 16:06

A quimonda portuguesa não é responsável pela produção das waffers. A quimonda portuguesa é responsável pela divisão dessas waffers em chips. Esta portanto focado principalmente na simulação e teste das memórias desde que chegam em waffers até que saem em chips encapsulados. Daí não ser nada produzido a partir do 'zero' cá e daí dizer que não há nada que não seja importado na quimonda portuguesa.

E a quimonda ser até à pouco tempo o maior exportador português não é nenhuma mentira inventado pelo ministro da economia, é um facto.

Sr. Luís Melo não seja demagogo...
Sem imagem de perfil

De Luis Melo a 17.03.2009 às 16:11

Caro senhor, é precisamente por causa do que disse, que todo o produto que passa pela Qimonda Portugal é importado. Nada é produzido cá, apenas transformado e testado. Mas a Qimonda não são só os chips, são maquinas e tecnologia de ponta, que é importada, etc, etc.

O peso na balança comercial não é tão importante como quer fazer crer o Ministro da Economia. E ele sabe bem disso. A única coisa que o move neste processo é o facto de os 1800 funcionários virem para a TV.

O que me tem a dizer sobre as 70.000 pessoas que não trabalhavam na Qimonda e que em janeiro ficaram sem emprego? Nada? pois, bem me parecia.
Sem imagem de perfil

De CaldoVerde a 17.03.2009 às 16:27

"Mas a Qimonda não são só os chips, são maquinas e tecnologia de ponta, que é importada, etc, etc."

Exacto. Ou seja, temos um núcleo de excelência numa área de tecnologia de ponta que implica investimentos elevadíssimos e que você acha que simplesmente se deve fechar. Isto para não falar do know-how desenvolvido cá na quimonda portuguesa. Pode não saber, mas a quimonda portuguesa é uma das fábricas mais importantes do grupo na sua área de simulação e teste e que muitos dos desenvolvimentos nesta área eram depois adoptados nas restantes fábricas da quimonda.

Acho portanto que todos os esforços devem ser realizados para manter esta fábrica operacional.

Em relação aos outras 70.000 pessoas que ficaram sem emprego é obvio que é uma situação preocupante, mas não se deixar de ver a quimonda como um caso especial.
Sem imagem de perfil

De Luis Melo a 17.03.2009 às 16:42

Ninguém duvida, muito menos eu, que a Qimonda tem nos seus funcionários um potencial brutal, mas o que qestá em causa neste mini tête-a-tête entre nós os 2 é o facto de o senhor ter dito (tal como o Ministro) que a Qimonda é o maior exportador, e portanto deve ser salvo por ser importante na balança comercial. Eu quero alertá-lo para o facto de ser também um dos maiores importadores, e por isso, não ser assim tão importante na balança.

Em relação ao Pode não saber, mas a quimonda portuguesa é uma das fábricas mais importantes do grupo, pode crer que sei. Sei concerteza melhor do que o senhor.

Gosto de ver a distinção que faz. As 1800 pessoas da Qimonda são um caso especial, mas as 70.000 outras são coisas perfeitamente dispensáveis. Enfim...

Saiba que há mais tecnologia de ponta numa fábrica têxtil do que na Qimonda. Há mais tecnologia de ponta duma fábrica de sapatos do que na Qimonda. E essas empresas são bem mais importantes para a economia, já que usam produtos nacionais, e exportam quase tudo o ue produzem. E infelizmente, a maioria dos 70.000 desempregados, são de empresas têxteis e de calçado no norte de Portugal.

Comentar post