Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O ridículo de Sócrates

por Nuno Gouveia, em 17.03.09

O Primeiro-ministro defendeu ontem a "necessidade de um sindicalismo livre de tutelas partidárias para o melhor desenvolvimento do país". Ora, parece-me que esta frase é acertada e concordo com ela.


Mas… não é que foi proferida no 5º congresso da Tendência Sindical Socialista da UGT, onde felicitou o militante socialista João Proença pela sua reeleição como Secretário-geral da UGT.

 

Se fosse honesto (coisa que ele não é) não deveria ter defendido a necessidade de um sindicalismo livre de tutelas partidárias (menos do PS)?


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De João Oliveira a 17.03.2009 às 04:37

Muito bem observado. Este Sócrates é um mimo. É pena é que ele pense que somos todos parvos.
Sem imagem de perfil

De rita maria a 17.03.2009 às 08:35

É como os paraísos fiscais, que devem acabar todos menos o nosso...
Imagem de perfil

De Carlos Nunes Lopes a 17.03.2009 às 09:32

E no final do discurso de Sócrates, na cerimónia encomendada pelo próprio, aos socialistas que intergram sindicatos da UGT, lá se ouviu... PS! PS! PS!
Anda tudo doido, não é?
Sem imagem de perfil

De Luis Melo a 17.03.2009 às 10:25

Sócrates consegue ultrapassar todos os limites do ridículo. E tem uma cara de pau para o fazer...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 17.03.2009 às 10:43

Este sujeito que governa Portugal tem uns tiques muito acentuados.
Sem imagem de perfil

De António Pais a 17.03.2009 às 23:21

Pensei exactamente o mesmo quando ouvi JS. É simplesmente ridículo porque defende uma coisa e faz exactamente o contrário. Como se a UGT e o camarada João Proença não fossem tutelados pelo PS. Ah pois não que não são. O PS, em particular este PS, ia mesmo deixar o movimento sindical à solta sem o tentar influenciar.
Escolheu um belo sitio para se pronunciar sobre este assunto. Ou tem muito descaramento ou acha que as pessoas só têm cabeça para passar o pente.

Comentar post