Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Só para verem quem é que manda aqui

por Afonso Azevedo Neves, em 16.04.09

Depois dos entusiasmos com a abertura que Obama demonstrou para com esse farol revolucionário que dá pelo nome de Cuba, seria de esperar um sinal de abertura do farol da luta contra o imperialismo. Acontecimentos recentes dizem-me que não.

 

Raúl Castro, um dos manos Castro, que por amor filial tomou as rédeas do governo já mostrou o que ele acha de quem fala em "abertura", já este mês com a demissão de meia dúzia de membros do governo, entre eles Perez Roque, o ministro dos negócios estrangeiros e Carlos Lage, vice-presidente e o verdadeiro responsável pela pasta da economia. Porquê? Bem, porque e de acordo com fontes que não se quiseram identificar, teriam adquirido demasiada visibilidade (onde as negociações com os EUA não são alheias) e teriam (o horror) induzido políticos estrangeiros em falsas esperanças sobre a evolução do regime cubano e quem estaria no futuro à frente dos seus destinos. Parece que alguém teria falado em "abertura" e só espero que nenhum tolo se tenha lembrado de falar em "democracia".

 


 

Há, no entanto, outras razões e que têm que com a prisão de um conhecido empresário espanhol - Conrado Hernandéz - que teria gravado conversas privadas com esta gente e planearia enviá-las para os serviços secretos espanhóis. Os espanhóis dizem que não, só que nessas conversas, entre outras coisas, havia críticas e piadolas sobre os governantes e imaginem sobre os manos Castro.

Raúl não foi de modas e de cassetes em punho tratou de por os referidos participantes de tais conversas no seu lugar e Hernandéz na prisão. Alguém andou a passar férias em Portugal vindo de Cuba.

 

Obama sabe isto tudo, sabe bem que dali não se irá tirar mais que isto, e se abriu levemente a porta - segundo Fidel uma nesga - é verdade que só esta abertura pode possibilitar o envio de dinheiro que Cuba necessita desesperadamente depois de ter sido assolada por três furacões no ano passado, ter uma economia em cacos e para ajudar dois maninhos Castro sempre vivos e muito faladores.

Infelizmente para os cubanos, os furacões sempre estão de passagem já os manos Castro nem por isso.

Na Flórida haverá quem olhe para isto com preocupação mas Obama lá saberá o que dizer daqui a uns meses.

 

Haverá quem me diga que Obama fez bem, mostra abertura, capacidade de diálogo. Uma nota aos entusiastas mais aéreos de Obama; se acham qe Obama não espera de Cuba algo de concreto em troca, para alem da retórica do costume, estão enganados. Temo bem que este sinal se fique por aqui enquanto os manos Castro acharem que se há alguma coisa para mudar é oferecer mais do mesmo com discursos de horas a acompanhar.

 


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De A. R a 17.04.2009 às 22:38

Parece que estavam era a fazer a caminha ao Castro-que-já-não-faz-falta e ao que nunca fez falta, para encostar o regime a Chavez.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





subscrever feeds