Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




propaganda e promiscuidade PS/Estado sem fim.

por Carlos Nunes Lopes, em 27.04.09

Fui informado há pouco que uma escola do 1º Ciclo de Castelo de Vide foi contactada para uma reportagem sobre o computador "magalhães".

O contacto foi feito por alguém que se identificou como estando a falar em nome do Ministério da Educação.

Os professores pediram então autorização para recolha de imagens aos pais das crianças.
Na data marcada foi efectuada a reportagem em nome do Ministério da Educação.
Sucede que no dia 22 de Abril, a comunidade escolar de Castelo de Vide ficou chocada com o resultado da reportagem.
Os pais, alunos e professores verificaram, pela televisão, que não se tratou de uma recolha de imagens para o Ministério da Educação, mas antes para um tempo de antena do Partido Socialista.

Espero que as responsabilidades sobre mais este lamentável episódio sejam apuradas.

Actualização: Continua aqui (com excertos do tempo de antena)

Autoria e outros dados (tags, etc)


comentários

Sem imagem de perfil

De Luis Melo a 27.04.2009 às 18:36

Hoje, numa sessão no CCB com a presença da Ministra da Educação e do Primeiro-Ministro, António Nóvoa (Reitor da Universidade de Lisboa) apelou ao Governo para que actuasse sobre o essencial, os primeiros 6 anos de escolaridade, medida que defendeu ser mais importante do que fixar objectivos nos 12 anos de escolaridade.

Nóvoa apontou deficiências no Ensino Secundário, contestou a forma como os professores primários têm sido tratados, e disse ainda que alguns países europeus sem uma escolaridade obrigatória tão longa apresentam melhores resultados do que Portugal em termos de escolarização.

Afinal, ainda há no sistema educativo, alguém com consciência. É mais do que óbvio o que este senhor diz. Só não vê quem não quer. Apenas quem age para as estatísticas pode fechar os olhos à realidade, que é esta bem referenciada pelo reitor da UL.
Sem imagem de perfil

De Alberto a 29.04.2009 às 18:49

O que se passou no Agrupamento de Escolas de Castelo de Vide é mais um sinal claro da nossa DEMOCRACIA. O senhor Coordenador da Área Educativa do Alto Alentejo Norte (penso que a designação está correcta), em nome do Ministério da Educação OBRIGOU o CD a permitir as filmagens. Para não fugir à regra, até foi AUTORITÁRIO.Argumentou que se tratava de filmagens para um trabalho do ministério sobre o impacto do "Magalhães". Tudo em cima da HORA, claro! O CD mal teve tempo de enviar uma pedido de autorização aos pais, para que estes permitissem que os filhos fossem filmados. O CD, os professores ,os alunos e os pais foram ENGANADOS; merecem um pedido de desculpas públicas por parte dos responsáveis. O que a dizer Mário Soares sobre estas práticas "democráticas" de propaganda do NOVO REGIME ?

Comentar post