Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Retro-adeptos

por Bruno Vieira Amaral, em 29.04.09

Ontem, Vital Moreira. Hoje, Rui Tavares. Afinal, em tempos longínquos, o PSD já foi um grande partido. Vital Moreira diz que este PSD está descaracterizado, abandonou a "pulsão reformista" e a "dimensão social" que, presume-se, seriam glórias laranjas. Vital lamenta também que o PSD já não seja "o partido da modernização das infra-estruturas". Rui Tavares afirma que Manuela Ferreira Leite acabou com "o partido do risco, da internacionalização e da concorrência". Notável. A exaltação dos méritos passados dos adversários com intenção de aumentar o contraste com as misérias actuais não é uma inovação retórica desta dupla de euro-candidatos. Mas apetece perguntar por onde é que andavam estes retro-adeptos quando o PSD era o partido fantástico que descrevem.


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De Rui Tavares a 29.04.2009 às 19:25

Já respondi aqui: http://ruitavares.net/textos/nem-todo-o-preterito-e-imperfeito/ .

Parte da questão eu entendo, mas acho que dizer que o PSD já foi em tempos um partido mais sintonizado e um adversário mais temível não era novidade para ninguém. A não ser que seja confidencial e os gajos de esquerda não possam referir-se ao assunto.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





subscrever feeds