Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




fazer pela vida no dia do trabalhador

por Rodrigo Moita de Deus, em 30.04.09

 

Dezenas de meninas com aqueles fatos apertados, cabelos molhados, de prancha debaixo do braço, no Estoril, durante todo o fim-de-semana. Sorry camaradas. Estive indeciso entre a Ilda Figueiredo e as billabong girls. Mas não me parece que consigo ir à Avenida da Liberdade cantar Abril no primeiro de Maio. Vocês sabem que sempre gostei de surf. Sempre adorei surf. Sempre vivi para o mar, as ondas e aquelas coisas todas, pá.


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De blogdaping a 30.04.2009 às 14:11

Meu caro... !!
Você errou tudo na vida !

A sua profissão, ( digo eu ) deveria ter sido pescador de bacalhau na Terra Nova.... ( digo eu !! ) pá !
Sem imagem de perfil

De Luis Almeida a 30.04.2009 às 14:36

Felizmente é livre de ir para onde quiser.
De facto, entre essas amigas e os direitos dos trabalhadores, a escolha não é fácil, até porque os próprios trabalhadores também têm direito a observar tais belezas.
Contudo, não consigo compreender as referências à Av. da Liberdade em relação ao 1º de Maio, pois nesta data os trabalhadores võ estar entre o Martim Moniz e a Alameda D. Afonso Henriques.
Assim, posso concluir que com ou sem beldades, não custuma participar no 1º de Maio, perferindo sempre outras paragens que não cheirem tanto a trabalho...
Sem imagem de perfil

De Oh! a 30.04.2009 às 21:42

cheirar a trabalho?!
Sem imagem de perfil

De mc a 03.05.2009 às 22:45

caramba, escolheste as fotos das mais feias. vê-se mesmo que és de direita. um abraço

Comentar post