Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Bom dia!

por Rodrigo Moita de Deus, em 12.02.07
Então? Acordaram todos mais europeus, modernos e civilizados?


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De vmalaika a 12.02.2007 às 15:24

devo dizer que sim...

finalmente podemos dizer que os portugueses deixaram de ser hipócritas (será que também inserir neste grupo vossas excelências???)

ai que bem que acordei :)
Sem imagem de perfil

De O Catraio a 12.02.2007 às 16:46

Enquanto me chamarem de hipócrita por defender a vida quando ceifada num rude egoísmo por parte da mãe, irresponsável aquando do acto sexual, este país é de 3º mundo.

E esta vitória não é das mulheres mas do exagero, da procurar de renovação. Em Portugal, foge-se aos impostos como forma de orgulho, elege-se governantes corruptos nas Câmaras Municipais (ex.: Felgueiras), temos cada vez mais crianças obesas, mas continuamos a tentar ser renovadores, liberais.

Parece-me hipócrita a votação no "Sim" quando, na generalidade, não há gente de 1º mundo nas fileiras da esquerda. Quando a mulher for moderna o suficiente para se proteger e houver utilização de métodos contraceptivos, então aceitarei o aborto como prática de recurso final. Até lá, sou céptico quanto ao 'desenvolvimento', quanto à 'democracia' e, principalmente, quanto ao "deixamos de ser hipócritas". Agora somos cínicos.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 12.02.2007 às 18:31

em primeiro lugar:

"Em Portugal, foge-se aos impostos como forma de orgulho, elege-se governantes corruptos nas Câmaras Municipais (ex.: Felgueiras), temos cada vez mais crianças obesas, mas continuamos a tentar ser renovadores, liberais." - o que tem isto a ver com o tema em discussão?

em segundo lugar:

"não há gente de 1º mundo nas fileiras da esquerda." - leia uns livros de política/vivência em sociedade e entao depois mande alarvidades dessas. ainda não percebi em que se prendem tanto vocês para a questão do aborto ser uma questão de esquerda ou de direita quando, na realidade, é uma questão humana.
Sem imagem de perfil

De O Catraio a 13.02.2007 às 11:19

Caro Anónimo,

Não se prenda pela minha estupidez. Eu estou ciente da minha falta de saúde mental e agredir-me com os meus próprios posts desprovidos de fundamento não me fere.

O tema da discussão, infelizmente, pauta-se muitas vezes por sermos modernos. Modernices à parte, eu sou modernista. Mas não considero marca de civilização quando, em Portugal, se têm atitudes pobres, podres e palermas. E é nestas atitudes irrisórias que se fica a modernice. Perde-se a razão de falar em gente mais civilizada quando se têm atitudes socialmente pouco higiénicas.

Quanto à sua crença da humanidade da questão, pode então explicar-me porque se gerou uma campanha - corrija-me se estiver errado - manifestamente política em torno da questão? Pareceu-me descabido o dispêndio de 1,6 milhões de euros em campanha por uma questão em que não deveria de haver indecisos. De tão humana que é, o "Não" foi realçado na direita e o "Sim" na esquerda. Não me fale de humanidades quando há esta linha divisória.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





subscrever feeds