Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




COMUNICADO

por 31, em 10.08.09

Daqui posto de comando do Movimento do 31 da Armada:

Durante a madrugada de ontem, e apesar da forte vigilância policial, elementos do 31 da Armada (Darth Vaders) subiram heroicamente até à varanda do Paços do Concelho e hastearam a bandeira azul e branca.

 

Há 99 anos atrás, no dia 5 de Outubro, um punhado de homens, contra a vontade da maioria dos Portugueses, tinha feito a mesmíssima coisa proclamando assim a república. O resto do país ficou a saber por telegrama.

 

Hoje, aproveitando as férias de verão e numa inédita acção de guerrilha ideológica, foi restaurada a legitimidade Monárquica. Podem permanecer calmos nas vossas casas: foi restaurada a Monarquia. E o país fica a saber pela internet. A acção foi devidamente filmada e o video será disponibilizado ao final da tarde.  

É o contributo do 31 para as comemorações do centenário da república.

 


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De António a 10.08.2009 às 15:47

Ao menos o «gajo de Boliqueime» foi eleito pelo Povo; já o rei detém o poder apenas porque por acaso descende de alguém que já deteve o poder e assim sucessivamente. Além disso lanço-lhe um desafio: diga-me 5 reis portugueses cuja acção tenha sido notável. Acho que nem estou a pedir muito...
Sem imagem de perfil

De Luís Bonifácio a 10.08.2009 às 15:52

Quase todos.
Mas destaco:
D. Afonso I
D. Sancho I
D. Diniz
D João I
D. João II
D. Manuel
D. João VI
D. Luís
D. Carlos

Já agora.

Diga-me o mesmo de 5 presidentes da república?
Sem imagem de perfil

De António a 10.08.2009 às 16:13

«Quase todos?». Olhe que cursei História e não devo ter estudado pelos mesmos livros que o Luís. E que considerar D. Joãp VI e D. Carlos grandes reis é no mínimo questionável... Tendo em conta que o número de Presidentes é bem menor do que os dos reis, a minha 'missão' é mais difícil, mas digo-lhe 5: Manuel de Arriaga, Teófilo Braga, António José de Almeida, Mário Soares e Jorge Sampaio. Obviamente não concordará com as minhas escolhas, mas peço-lhe que considere uma pormenor relevante: hoje, quando o Povo não gosta do seu Presidente, tem sempre a hipótese de não lhe renovar o mandato. Já um rei...
Sem imagem de perfil

De Luís Bonifácio a 10.08.2009 às 16:31

Manuel de Arriaga, Teófilo Braga e António José de Almeida não foram eleitos pelo povo, mas sim por um colégio eleitoral, método que Salazar copiou a partir de 1958.

Teófilo Braga, o plagiador foi presidente por um par de meses. Limitou-se a passear de elctrico.
Arriaga entrou em conflito com Afonso Costa (Com razão) e o país acabou no Massacre de 14 de MAio de 1915.

António José de Almeida, nada fez, cruzou os braços e assistiu passivamente à noite sangrenta, onde morreu um dos seus maiores disciplos (António Granjo). Ninguém foi preso.

Mário Soares o presidente torpedeador de toda e qualquer acção governativa. Comportou-se como um déspota e em São Bento só se empregava a familia.
Gastou, proporcionalmente mais que a família real britânca (Os seguintes seguiram-lhe os passos). PAra ele a Presidência não passava de uma mera agência de viagens.

Jorge "sonolência" Sampaio - Não aceitou o veredito popular e torpedeou a acção governativa pois governo só o da sua cor.
Sem imagem de perfil

De cardo74 a 01.09.2010 às 03:10

VENHO UM POUCO ATRASADO , MAS 5***** ESTE COMENTARIO. 
JÁ AGORA PORQUE NAO LER O PAI,OU TIO DAQUELE GAJO MEIO ESQUISITO NAO SEI QUANTOS SARAIVA QUE ESCREVE NOS COSTADOS DO ESCALDANTE SOL, ACERCA DO 25 DE ABRIL. 
ACHO UMA BELA CRONICA E É INCRIVEL COMO BATE CERTO.
E NAO É POR TER NASCIDO EM ANGOLA DO QUAL EU CONSIDERO PATRIA COMO QQ PAIS DE LINGUA PORTUGUESA. E JÁ AGORA VAO -SE FODER TODOS REPOCRATICOS E PRINCIPALMENTE OS SOCRATICOS E SO ARES É PODRE PA C*****O.
Sem imagem de perfil

De blogdaping a 10.08.2009 às 16:21

D. João VI ? O casado com a Carlota Joaquina ??

Jajajajajajajaja !!!

Você é pior que aqueles do futebol !!!!
Sem imagem de perfil

De Luís Bonifácio a 10.08.2009 às 16:35

Acho qyue estou a falar com alguém que nunca leu nada de História.

D. João VI, o único Rei que enganou Napoleão!
O único Rei que mudou a capital para uma colónia.
Uma mudança de capital muito bem planeada (ao contrário do que dizem os historiados oficias republicanos), onde em três dias se embarcou 25 0000 pessoas e bens para atravessar o atlântico.
Mortos durante a travessia = 0
Navios perdidos durante a travessia = 0
Com a sua acção em 1808, permitiu que hoje existisse um país chamado Brasil.
Voltou a Portugal e outorgou a primeira constituição.

Diga-me o nome de um presidente cuja acção fosse determinante para além do seu periodo.
Sem imagem de perfil

De blogdaping a 10.08.2009 às 16:51

Eu é que não li ?

Não sei que raio de óculos é que usa... mas não valem nada !






Fugindo para o Brasil perante a invasão de Junot, o monarca terá querido manter a colónia brasileira em poder de Portugal. Isto significou, no entanto, a dependência em relação à Inglaterra, com a imposição da abertura dos Portos brasileiros ao comércio internacional e com o tratado anglo-luso de 1810, desastroso para a economia metropolitana. Além disso, a presença da corte no Brasil impulsionou a independência deste país, o que se veio a verificar em 1822.  

Em 1821 o rei é forçado a regressar a Portugal, devido ao triunfo da revolução de 1820 e, em 1822, jura a constituição, que vigoraria apenas durante alguns meses. Seguem-se a Vila-Francada em 1823 e a Abrilada em 1824, movimentos absolutistas encabeçados
Sem imagem de perfil

De Luís Bonifácio a 10.08.2009 às 16:57

Quase que tenho pena de si.

Pobre coitado que apenas lê livros de história, oficialmente aprovados pelo Grande Oriente Lusitano.

O debate histórico necessita de gente que possua um espírito livre e não seja apenas um carneiro, que repete inecessantemente falsas verdades históricas.
Sem imagem de perfil

De blogdaping a 10.08.2009 às 17:04

Carneiro ou boi, será VEXª !
Sem imagem de perfil

De Luís Bonifácio a 10.08.2009 às 17:35

Que eu saiba quem esconde as fuças é você!
Mas acho que não é nem carneiro nem boi, você é apenas PORCO.

Folgo em saber que os republicanos de 2009 não têm coragem para assinar o seu nome.
Sem imagem de perfil

De JB a 10.08.2009 às 18:32

O blogdaping é um idiota que por aqui anda practicamente todos os dias, carregado dos habituais preconceitos de menino ordinário de arredores, ordinário que nem uma mula e sem pinga de contributo a dar ao mundo. É esta corja que alimenta regimes de merda, povos de merda, países de merda. Que desse a cara para responder pelas recorrentes ordinarices, e partia-lhe as fuças. Mas como tudo o que é rasteiro, arrassado, ressabiado, mal nascido... é cobarte também.
Sem imagem de perfil

De António a 10.08.2009 às 17:11

Luís Bonifácio, respeito o seu ponto de vista mas não pode acusar ninguém de não possuir «um espírito livre» e de ser «apenas um carneiro» por ter um ponto de vista divergente do seu. Sejamos realistas: D. João VI não tinha outra hipótese a não ser refugiar-se no Brasil dada a iminência do ataque francês. Aliás não é por isso que não o considero um rei notável. Não posso é desprezar, por exemplo, a postura oscilante e mesmo ambígua que D. João VI adoptou perante o seu filho D. Miguel e a recusa deste em respeitar a Constituição.
Sem imagem de perfil

De David Silva a 10.08.2009 às 23:28

D. João "não tinha outra hipótese senão ir para o Brasil"...
Uma pena que só os portugueses tivessem colónias e/ou marinha para poder fugir de Napoleão. Imagine-se se os outros monarcas tivessem a hipótese de fazer o mesmo!

Não admira que o Salazar tenha ganho o concurso de Maior Português!
Sem imagem de perfil

De João Afonso Machado a 14.08.2009 às 22:13

QUER DIZER: TINHA OUTRA ESCOLHA - ERA FICAR CÁ E SER DESTITUIDO PELOS FRANCESES. COMO ACONTECEU AOS ITALIANOS, GERMÂNICOS, ETC.
TUDO PORQUE, POR AZAR PORTUGAL NÃO ERA UMA ILHA COMO A GRÃ-BRETANHA OU DISTANTE COMO A RÚSSIA, PARA SE PODER OPOR A NAPOLEÃO.
MAS, SE CALHAR, O MELHOR TERIA SIDO D. JOÃO VI FICAR CÁ...
SE EU FOSSE REPUBLICANO TENTAVA NÃO FAZER FIGURA DE URSO.
Sem imagem de perfil

De Sara a 10.08.2009 às 22:44

Oi? Sabe mais que os livros e documentos? Porquê, falou com pessoas que viram in loco os acontecimentos? Mas que prazer dirigir-me a uma pessoa que sabe bem mais que livros e historiadores (daqueles a sério).

É engraçado que critique quem "esconde as fuças" já que os corajosos que substituiram a bandeira também as escondem. Ah, e os nomes também. Corajooooooooosos!!!
Imagem de perfil

De na cê qué iste qué tenhe a 10.08.2009 às 17:36

Muito inteligente o D. João VI, pena é que depois tivesse voltado para Portugal.

E o D. Carlos, além da caça, da pintura e da suspensão da democracia, o que é que fez?
Sem imagem de perfil

De Boa oportunidade para... aprenderes a 10.08.2009 às 22:52

Le a sua biografia depois já sabes.
Uma pista - garantiu a posse das colónias entre uma toirada e uma caçada, fazendo ainda uma perninha no oceonografia, depois da sesta. 
Não consta estives envolvido em Freeports, nem negociatas dos cavaquistões do PSD.
Sem imagem de perfil

De João Afonso Machado a 14.08.2009 às 22:15

ALGUMA INVESTIGAÇÃO CIENTIFICA, MUITA DIPLOMACIA E A FUNDAÇÃO MÁRIO SOARES, PERDÃO O AQUÁRIO VASCO DA GAMA
Sem imagem de perfil

De cardo74 a 01.09.2010 às 03:20

MAIS UM  COMENTARIO Q E CA DOS MEUS. EU ESTOU NO BRASIL E É UM ESPETACULO DE PAIS. CLARO QUE TEM MUITO DE BOM E DE MUITO MAU.
MAS CONSIDERO-O TALVEZ O PAIS MAIS EXCITANTE DO MUNDO.....E TODOS ADORAM O NOSSO REI E IMPERADOR....
A IGNORANCIA É UMA BENÇAO ,E AQUI VEJO MUITO ISSO MAS , ACEITO-A TAO BEM E HUMILDEMENTE.UM POUCO AO CONTRARIO DE QUANDO ESTOU EM PORTUGAL E OUÇO ALGUMAS PESCADAS DO QUE FIZEMOS MAL NA NOSSA HISTORIA. 
EU QUE SOU MAIS PRO ANARCA, QUE VENHA A MONARQUIA POIS ESTOU FARTO DAS MOSCAS.
Sem imagem de perfil

De João Braga a 10.08.2009 às 18:19

eu também acho: monarquia já já já!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 10.08.2009 às 15:59

ó António, 5 Reis notáveis??? talvez o contrário seja mais fácil...
Imagem de perfil

De Nuno Castelo-Branco a 10.08.2009 às 16:19

Facílimo:
1. Afonso Henriques
2. D. Dinis
3. D. João I
4. D. João II
D. João IV
5. O Príncipe-Regente que ao levar a capital para o Rio, evitou a perda da independência nacional
6. D. Pedro V
7. D. Carlos I


e ficam alguns de fora, que consolidaram as fronteiras e souberam guardar a independência nacional.


Quanto ao sr. AC Silva, faça bem as contas, contando com quem INTENCIONALMENTE ficou em casa para não participar na festividade de índole banqueira/especulativa que são são as eleições para "p.r".  Não ponho lá os pés e o tal sr. residente de Belém teve o voto de menos de 1/3 do eleitorado. grande coisa...Image
Sem imagem de perfil

De António a 10.08.2009 às 16:25

O seu argumento é mais que válido, mas tal não impossibilita o Povo de ir votar se assim um entender. Já num regime monárquico o Povo tem que obedecer a alguém pelo simples facto de ele descender de alguém que já detinha o poder por sua vez descender de outro alguém. Afinal o que tem um rei de especial para usufruir do direito de governar um Povo? E por favor não me venham com aquele velho argumento monárquico que um rei nasce e é criado no sentido de vir a ser um governante exemplar...
Sem imagem de perfil

De karocha a 10.08.2009 às 18:57

Caro António
Caso não tenha reparado, num regime Monárquico o povo,não obedece ao Rei ou Rainha.
Assim como numa República o Presidente é o garante máximo e, o povo também não lhe obedece.
Voltando às Monarquias,o povo vota para o governo, caso não tenha reparado o Zapatero é do PS o PP perdeu as eleições,No Reino Unido o Brown é o primeiro Ministro e o povo vai às urnas inclusive para eleger o Presidente da Câmara, and so on , and so on....
Os meus melhores cumprimentos
Manuela Diaz-Bérrio
Sem imagem de perfil

De João Afonso Machado a 14.08.2009 às 22:18

QUANDO O POVO NÃO QUISER A MONARQUIA, O REI NÃO ESPERA PELO FIM DO MANDATO NEM SE RECANDIDATA.
VAI-SE DIGNAMENTE EMBORA.
E CONTINUA A AUXILIAR O SEU POVO, COMO D. MANUEL II NA 1ª GUERRA MUNDIAL, JÁ NO EXÍLIO.
Sem imagem de perfil

De EMS a 10.08.2009 às 16:29

"5. O Príncipe-Regente que ao levar a capital para o Rio, evitou a perda da independência nacional"

Eu por não gostar de eufemismos muito compridos simplesmente diria: "O Príncipe-Regente pôs-se na alheta"
Sem imagem de perfil

De João Amorim a 10.08.2009 às 16:53

A transferência da sede do governo Português para o Brasil foi planeada em reuniões do Conselho de Estado com bastante antecedência, caro EMS.... informe-se antes de vir para este blogge mandar patacoadas
Sem imagem de perfil

De 'tas é parvo a 12.08.2009 às 11:37

Para alem de que durante a Segunda Guerra Mundial também o governo de Salazar tinha um plano de contigencia em caso de invasao...que também era fugir para os Açores...afinal qual é a diferença?!
Sem imagem de perfil

De Teófilo Braga a 11.08.2009 às 02:50

Ó António, com toda a franqueza: ou você não sabe nada de História, ou então gosta de levar pancada!
Espero que seja só um problemazito de ignorância.
Sem imagem de perfil

De 'tas é parvo a 12.08.2009 às 11:35

Mas que poderes é que os reis da monarquia constitucional tinham?!
Será que esta gente nao percebe o que quer dizer "constitucional"?
Se não se esqueçam de que Portugal é uma Republica Constitucional....de onde virá esse nome?!
Vejam lá se antes de abrir a boca se dedicam a estudar um pouco de historia, é que já lá vai ha muito que um rei é um rei-todo-o-poderoso , se é que alguma vez tais coisas existiram!

Comentar post