Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Subsidio Nacional da Preguiça

por Manuel Castelo-Branco, em 24.08.09

Segundo o PS, na próxima legilslatura deverá existir um coeficiente familiar no Rendimento Social de Inserção. Ou seja, quem não trabalha tem majorações no subsidio conforme o numero de filhos.

 

O mesmo PS recusou todas as propostas de introdução do coeficiente familiar no IRS  - com deduções ou abatimentos maiores para quem tenha mais filhos e  principalmente no susbsidío de desemprego, criando majorações pelo nº de filhos ou em situações em que ambos os membros do casal estejam desempregados.

 

Este PS anestesia o país em subsidios mas tem um gravísimo problema com as suas prioridades: promove e incentiva e majora quem nunca trabalhou, em detrimento de quem quer trabalhar mas quie por uma situação conjuntural se vê temporariamente privado desse direito.

 

Curiosa a forma de pensar do Eng. Sócrates.


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De Nani Santos a 24.08.2009 às 16:21

Olha que não...
Tu és apenas mais um anti-fascita à la carte...
Um anti-homófobo, anti-heteresexual, anti-monárquico...
Revolucionário da treta, com uma lavagem ao cérebro...
Oportunista com a mania de socialismo...

António Oliveira Salazar
Sem imagem de perfil

De Respública a 24.08.2009 às 16:26

Socialista? Revolucionário, sim defendo a Revolução Burguesa, aquela que se fez em França e se decapitou uma série de aristocratas abichanados (primos do marques de sade), sabe aqueles nobres que gostam de andar atrás dos moços da estrabaria (ou actualmente dos mecânicos das limusinas).
Acho inclusive que devemos fazer o mesmo em Portugal e incluir no rol de guilhotinados, todos os tarados, bichanados, pedófilos e outros perdadores sexuais...

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





subscrever feeds