Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




É preciso mais médicos?

por Nuno Gouveia, em 26.08.09

Portugal tem falta de médicos. Pelo menos é isso que depreendo da vinda de médicos cubanos para Portugal. Dos 60 que vieram para Portugal, 16 chumbaram nos testes, o que também diz alguma coisa da sua qualidade. Lamento que Portugal tenha de recorrer a médicos estrangeiros, ainda por cima de um regime ditatorial, quando centenas de jovens portugueses são obrigados todos os anos a estudar no estrangeiro.

 

A solução para este problema passa por: aumentar as vagas nas faculdades públicas (se possível) e permitir o ensino da medicina em estabelecimentos privados que preencham os requisitos de qualidade exigidos pela tutela. Não se percebe qual a razão para impedir projectos de qualidade  apenas por serem privados. Será que o Ministério do Ensino Superior considera que os privados apenas têm qualidade para formarem profissionais noutras áreas do conhecimento? Ou haverá algo por trás desta recusa?

 

Também aqui.


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De Filho de pai Médico a 27.08.2009 às 00:37

É que esses que estão velhos e já  só trabalham sentados,  trabalharam, muitas e muitas noites de pé.
A trabalharam pelo interior de  Portugal, e nos Açores e na Madeira, em Serviços Médicos à Periferia, e Saúde Pública.
Quase dois anos longe da família e dos amigos, e sem apoio científico de qualquer espécie.
Foi por causa desses que agora trabalham sentados, que funcionaram Centros de Saúde e Hospitais do Interior, que estavam entregues a Freiras, que diga-se em abono da verdade, faziam um trabalho excepcional de apoio, e dedicação aos doentes.
É muito fácil criticar, dizer mal porque a regra diz que tem que se denegrir, mas não foram os filhos dos Juristas, dos Engenheiros, dos Professores e muito menos dos  Políticos, que passaram a infancia quase ser vêr a mãe ou o pai. Nem os viram morrer de infarte aos quarenta anos, pela sobrecarga de trabalho e pelo stress.
em que viveram toda a vida.

Filho de pai Médico  

Comentar post