Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




É preciso mais médicos?

por Nuno Gouveia, em 26.08.09

Portugal tem falta de médicos. Pelo menos é isso que depreendo da vinda de médicos cubanos para Portugal. Dos 60 que vieram para Portugal, 16 chumbaram nos testes, o que também diz alguma coisa da sua qualidade. Lamento que Portugal tenha de recorrer a médicos estrangeiros, ainda por cima de um regime ditatorial, quando centenas de jovens portugueses são obrigados todos os anos a estudar no estrangeiro.

 

A solução para este problema passa por: aumentar as vagas nas faculdades públicas (se possível) e permitir o ensino da medicina em estabelecimentos privados que preencham os requisitos de qualidade exigidos pela tutela. Não se percebe qual a razão para impedir projectos de qualidade  apenas por serem privados. Será que o Ministério do Ensino Superior considera que os privados apenas têm qualidade para formarem profissionais noutras áreas do conhecimento? Ou haverá algo por trás desta recusa?

 

Também aqui.


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De M.C.E.L. a 29.08.2009 às 01:52

Sra D. Adriana

Para quem passou tantas dificuldades para conseguir entrar em Medicina, espanta-me, ou talvez  não, a maneira como usou a retórica do poder vigente, para denegrir os profissionais, e desviar as atenções para questões marginais.
Estou completamente esclarecida a seu respeito.
Seguramente, terá uma bem sucedida carreira política.

M.C.E.L.
Sem imagem de perfil

De ZÉ POVINHO a 29.08.2009 às 05:03

Mais uma vez o discurso agressivo do directório.
Sem imagem de perfil

De Adriana Gaspar da Rocha a 29.08.2009 às 14:23

Cara Sra. M.

ao fim de todos estes comentários, só consigo concluir uma coisa: não percebeu NADA do que eu escrevi. Não insultei ninguém, não culpei ninguem.
De facto, fiz uma coisa, que mais ninguem fez nestes 35 comentários: detectei falhas e sugeri correcções (se não reparou, vá reler o meu primeiro comentário).
Vou usar a frase do Zé Povinho, "continua a entender-se discordância como agressão e ameaça".
Somos diferentes, de gerações diferentes, com vivências diferentes e este blog serve para isso mesmo: para as pessoas darem as suas opiniões. Se pensássemos todos da mesma forma, não havia evolução.
E lembro-lhe que a censura acabou antes de eu nascer.

Não sou dona da Verdade, mas sou DONA da MINHA VERDADE e não me acanho de afirmar e defender a minha posição, mesmo que ela seja diferente da sua.
 O facto de ser mais velha do que eu não lhe dá mais razão e não me faz baixar as orelhas.

E quanto aos Numerus Clausus, continuo a afirmar que sou a FAVOR.
Para que servem as avaliações? Para diferenciar os alunos.
Quais? Aqueles que merecem os meus impostos (relembro que também trabalho) daqueles que andaram a brincar durante 12 anos.
Não admito que um aluno de 11, 12 ou 13 valores entre em Medicina, por muita vocação que tenha.

Veja o exemplo da Espanha. Exportam médicos.
Hoje, ano 2009, precisámos deles, mas daqui a pouco mais de uma década não vamos precisar mais. Vamos ter os nossos. Mesmo com Numerus Clausus.

Ah, Sra.M, guarde a ironia para si, sabe porquê? Se um dia fosse política, tenho a certeza que votaria em mim...


Adriana


 

Comentar post