Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




propaganda e chantagem

por Carlos Nunes Lopes, em 23.09.09

O computador magalhães serviu, numa primeira fase, a propaganda do Governo e do Partido Socialista.

Agora, a situação assume contornos de chantagem sobre as crianças e, mais importante do ponto de vista eleitoral, sobre as suas famílias: a TSF adianta, a poucos dias de eleições, que a distribuição do computador magalhães foi suspensa, sem ter sido dada qualquer justificação por parte do Governo ou da fundação pirata que gere as encomendas do Estado à JP Sá Couto.

Nas escolas, a versão que corre é um pouco menos naïve que a notícia da TSF: "Não há magalhães para nenhuma criança. Se este Governo lá continuar, deve haver. Se sair, não sabemos".

Este episódio só tem paralelo com o que sucedeu em 2001/2002 nos centros distritais da segurança social: as prestações do então Rendimento Mínimo Garantido deixaram de ser distribuídas desdea fuga de Guterres até à tomada de posse do Governo Barroso. O argumento era o mesmo que agora se aplica ao computador azul.

Espero que no dia 28 os responsáveis por esta forma encapotada de chantagem sobre crianças e famílias levam a lição que merecem.

Até porque é muito feio roubar doces às crianças!

 


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De filipeas a 23.09.2009 às 16:50

Uma "medida" destas que para uns (ministra) é e para outros (Sócrates) não é, à boa maneira Socrática, é capaz de ser um sinal de que as sondagens que aí vêm devem estar mesmo a perturbar muita gente pós lados do Largo do Rato...

Comentar post