Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Explicando o voto para o meu filho Manel

por Manuel Castelo-Branco, em 25.09.09

Hoje ao pequeno almoço,  o  meu filho Manel de 11 anos, perguntava-me o que é que os vários Partidos defendem para Portugal e como é que ele poderia decidir-se por um.

 

Foi fácil explicar-lhe o que defendia a extrema esquerda do Bloco quando lhe expliquei que teria de me passar a pagar parte da mesada, pelo facto de ter um telemóvel ou usar o PC lá de casa. Sobre a CDU, expliquei-lhe que a Playstation não era dele e dos irmãos, mas sim pertença colectiva de todos os meninos da rua e agora tinham de a partilhar.

 

Sobre o PS, foi simples pois disse-lhe que ele poderia continuar a receber mesada quer tivesse boas ou más notas e que nunca seria castigado por faltar ás aulas. Disse-lhe também que no dia em que ele rachasse a cabeça do António, o irmão mais novo, eu estaria era preocupado com as razões pelas quais ele atirou a pedra e não ligaria muito à cabeça rachada do António. Ele achou estranho, e eu, confesso, não lhe consegui explicar o sentido diste disparate.

 

Sobre o PSD não consegui dizer absolutamente nada. Não consegui lembrar-me de alguma coisa que defendessem. Falei-lhe vagamente da oposição ao TGV e apesar de um bom exercício recordatório não chegamos a mais nenhum exemplo.

 

Sobre o CDS expliquei-lhe que era o programa mais difícil de todos. Difícil porque era o único que o obrigava a estudar, a ir ás aulas, a obedecer à professora. O CDS obrigava-o a trabalhar. Era o único que defendia que se ele fizesse uma asneira, se rachasse a cabeça dos irmãos, seria posto de castigo. Era o único que lhe permitia receber um aumento de mesada no final do ano, se tivesse boas notas e que ninguém lhe confiscava ou taxava o telemóvel ou a playstation. Expliquei-lhe também que como eles são 3 irmãos, o Pai ganharia mais já que tinha de entregar menos $$ ao estado.

Curiosamente o Manel preferiu a ultima opção mesmo sabendo que era aquela que lhe daria mais trabalho e terminou com uma frase deliciosa: se eu estudar e tiver boas notas acha que consigo comprar uma bicicleta nova?


comentários

Sem imagem de perfil

De Teresa a 25.09.2009 às 10:57


Excelente explicação. Texto muito criativo e adequado às circunstâncias. Parabéns Manel!
Teresa
Sem imagem de perfil

De Manel a 25.09.2009 às 11:15

Acho que o seu filho estava desatento, porque as crianças não costumam deixar passar as oportunidades de confrontar os pais com a realidade.

Caos contrário, tinha-lhe perguntado qq coisa do género..."mas pai, se hoje o pai já ganha bem e está sempre a dizer que tem de trabalhar mais se que ganhar mais, eu já obedeço á professora, tenho uma playstation só minha, a mesada é maior quando tenho boas notas, sou castigado quando racho a cabeça do meu irmão, o CDS é que tem ganho sempre as eleições?"

respondia o quê?

miguel

 
Sem imagem de perfil

De jeronimo a 25.09.2009 às 11:23


Que bonito e comovente !! (se esquecermos o facto de começar tão cedo a ensinar as crianças a mentir ...)
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 25.09.2009 às 11:30

Não percebi... É o CDS que manda lá em casa? Como é que fazem? Quando o Manel não estuda, ou não faz a cama, ou racha a cabeça do irmão, reune-se a Comissão Politica Nacional?

Pedro
Sem imagem de perfil

De Zé Passos a 25.09.2009 às 11:33

É esperar que não cresça obtuso como o pai. Boa sorte!
Sem imagem de perfil

De José Leite da Costa a 25.09.2009 às 11:59

Excelente texto!
Parabéns

Nesta ante-véspera, só me lembro das palavra de um Homem que,devidamente adaptadas, nos devem guiar no próximo domingo:

Never in the field of human conflict was so much owed by so many to so few.
Winston Churchill (http://www.brainyquote.com/quotes/quotes/w/winstonchu100790.html)

 
Há cada vez mais pessoas a pensar como nós...


Sem imagem de perfil

De Marquesa de Carabás a 25.09.2009 às 12:03

Manuel Castelo Branco,


Pois...mas isto funciona aos onze. Agora experimente aos quatorze. Vai ver que é mais dificil. Tenho aqui uma piquena que este verão achou que se calhar ia ficar gira era com uma tatuagem no tornozelo. Expliquei-lhe calmamente que ia ficar uma absoluta maravilha (credo!)...até aos 25. Depois teria que usar meias opacas pretas o resto da vida.Arranjou-se umas tatuagens de colar com água o que é muito mais divertido porque se cola em vários sitios e tem vários motivos.
Se ela votasse devia ser no CDS. Para o Ano podia ser no BE e no outro, logo se via...até porque o ano passado queria ser pianista e este ano fotógrafa a nível dos hobbies
O que mais me preocupa é que no final deste ano tem que escolher entre ser economista/gestora/médica/cientista/ pesquisadora de virús/dissecadora de cadáveres (vidé séris AXN CSI Miami e anatomia de Grey)/ ou quem sabe ter a extraordinária sorte de ser escolhida para o elenco dos "morangos com açúcar" para o que trabalha afincadamente duas horas por dia na casa de banho a enrolar os cabelos e a treinar as lentes de contacto.

P.S. esqueci-me: canta a contralto no coro. Sendo que também nunca se sabe se será uma nova estrela pop.
E claro, é rapariga. Pelo que, com os seus rapazes vai ser mais demorado o processo. Em todo o caso, muita sorte! Se não lhe calhar nenhum Gótico é logo de lançar as mãos aos céus em acção de graças.

Marquesa de Carabás

Sem imagem de perfil

De Peta a 25.09.2009 às 13:43


Oh white castle e aquele do CDS que foi apanhado a gamar palha?? Vai ser posto de castigo ou alguma merda assim?
Sem imagem de perfil

De Júlio a 25.09.2009 às 17:01

Vómito.
Sem imagem de perfil

De joão viegas a 25.09.2009 às 17:30

Lindo texto, especialmente a parte sobre o CDS, que é a mais dificil. Ja utilizei para explicar ao meu sobrinho Tiago o que é o CDS. Foi assim.

"Vês, o CDS é um partido composto por anormais capazes de escrever esse tipo de barbaridades".

O Tiago percebeu muito bem, e foi logo buscar a funda a pedir onde é que eles estão. Disse-lhe para não se preocupar, que eles raramente excedem os 8 %...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 25.09.2009 às 21:07

Expliquei-lhe também que como eles são 3 irmãos, o Pai ganharia mais já que tinha de entregar menos $$ ao estado.

Isto levanta-me uma questão: o pai ganha assim tão pouco para ter que ganhar mais?

Brincadeira... a questão é: o CDS-PP também apoia que todos saibam quanto é o que o pai ganha numa empresa privada? Ou devemos continuar no obscuro e na ingratidão de sermos merecedores dos ordenados que temos não temos, enquanto que outros não merecedores têm a sorte de o ter?

Apoiam a identificação de salário dos privados à semelhança do que acontece dos funcionários públicos em Diário da Républica? Isto é que eu gostaria de ver aprovado!!! Acabavam já com as injustiças....
Sem imagem de perfil

De Eu também defendo o mérito... a 25.09.2009 às 22:46

Como eu acho que é o mérito (de quem trabalha e se esforça) que deve premiar as pessoas, e não a preguiça, também sou da opinião do seu filho Manuel.


Tal como o Manuel também votarei no CDS.

Comentar post


Pág. 1/2