Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




eu que não sou republicano

por Rodrigo Moita de Deus, em 30.09.09

O que é realmente sério e grave na comunicação de ontem? Para além do conteúdo. Para além da forma. Para além do resto, guardo a imagem de um presidente “forçado”. Expressão que o próprio utilizou. Forçado a falar sobre a questão da segurança, forçado a demitir Fernando lima, forçado a isto e forçado aquilo. Um Presidente não é forçado. Nem se deixa forçar. Um Presidente força. E quem não vê isto não entende a natureza do cargo.


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 30.09.2009 às 11:43

Semelhanças com a questão dos Açores vs poderes do PR ?

Vejo um Presidente com ausência total de visão e feeling político, que tem vindo a pôr os seus interesses pessoais à frente dos do país.

(1) Não tem consciência do pântano que está a criar;
(2) Terá conciência porventura do estado da nação?
(2) Ingenuidade em termos de segurança: há hackers ao serviço de quem os pagar, é claro que os mails não são seguros (!?!?);
(3) Na comunicação ao país no sábado apenas falou dele e da sua actuação;
(4) Ontem, mais uma vez não esclarece, agita ainda mais o shaker político, criando guerra com o partido que convidará para formar governo (ou não?);
(5) Talvez ainda tenhamos um PR que convida um PSD+CDS para a governação...

No meio disto tudo, o 1% do Garcia Pereira tem toda a razão, é um golpe de estado, senhor PR demita-se!

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.






subscrever feeds