Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




eu que não sou republicano

por Rodrigo Moita de Deus, em 30.09.09

O que é realmente sério e grave na comunicação de ontem? Para além do conteúdo. Para além da forma. Para além do resto, guardo a imagem de um presidente “forçado”. Expressão que o próprio utilizou. Forçado a falar sobre a questão da segurança, forçado a demitir Fernando lima, forçado a isto e forçado aquilo. Um Presidente não é forçado. Nem se deixa forçar. Um Presidente força. E quem não vê isto não entende a natureza do cargo.


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De Armar um 31 a 30.09.2009 às 12:53

Faltaram 3 votos, para os monárquicos chegarem aos 15mil. Candidatos estes a duques, condes, viscondes, barões, baronetes, salmonetes e outros etes.
O que tenho muita curiosidade é saber qual o trabalho realizado pelas agências de comunicação e como o conseguem. Por exemplo, como é que conseguem condicionar os órgãos de comunicação social a colocar as vossas notícias com maior destaque, as dos adversários lá para a 17ª página. Colocar na agenda o que vai ou não ser notícia.
Isto é algo que muita gente se pergunta... e eu também. De onde vêm esse Poder?
Sem imagem de perfil

De Ega a 30.09.2009 às 14:34

Outro intelectual que não sabe distinguir o PPM dos monárquicos.
Olhe Sr. Politologo. Faça uma prospecção na AR a saber quantos deputados eleitos estão inscritos na Causa Real
Sabe o que isso é? Pergunte aos ditos deputados.
Eles não fazem tabu, como o Sr. Presidente tanto gosta de fazer.
Sem imagem de perfil

De Armar um 31 a 30.09.2009 às 15:52

Distinto Ega, chamar-me de intelectual e politologo são duas ofensas, em dois parágrafos seguido. Deixe-me respirar, que quase fiquei asfixiado. Tenho a 4ª classe, mas das antigas e com muita honra.
Se fosse instaurada a monarquia, Vossa Senhoria passaria a Conde'Ega? Mas essa é uma causa irreal, pois 99 anos já lá vão.
O que queria realmente saber era que o RoMoDe explicasse como é que as agências de comunicação conseguem condicionar a opinião pública. Coméquié?
Viram ontem o Marcelino, Justiceiro, seria interessante saber a que fonte foi beber, a ser inconveniente a comentar o nosso Presidente, este sim a nossa causa e bem real?
Sem imagem de perfil

De Ega a 30.09.2009 às 16:03


Distintissimo Armar o 31:
V. se quiser segue a sua causa e eu sigo a minha. Como deve calcular é-me absolutamente indiferente. Deve é falsear os factos, misturando as coisas.
É a mesma coisa que eu dizer que o seu Dr. Anibal está na Presidência com os votos de (não ligue aos números, é exemplo) 20% dos portugueses. Isto porque me lembrei do total dos eleitores e esqueci os abstencionistas.
V. vinha logo a correr corrigir-me: ele ganhou com maioria absoluta. E tinha razão. Eu também tenho: a esmagadora maioria dos monárquicos não se revê no PPM, logo não vota nele.
No mais: não ouvi o Marcelino e não preciso de ser Cond'Ega (piada subtil, a sua...). Não preciso de nada. Até podem ficar com a v/ República à vontade. Tenho o meu modo de vida muito longe da política.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.






subscrever feeds