Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




eu que não sou republicano

por Rodrigo Moita de Deus, em 30.09.09

O que é realmente sério e grave na comunicação de ontem? Para além do conteúdo. Para além da forma. Para além do resto, guardo a imagem de um presidente “forçado”. Expressão que o próprio utilizou. Forçado a falar sobre a questão da segurança, forçado a demitir Fernando lima, forçado a isto e forçado aquilo. Um Presidente não é forçado. Nem se deixa forçar. Um Presidente força. E quem não vê isto não entende a natureza do cargo.


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De Armar um 31 a 01.10.2009 às 16:19

Quando alguém fala em títulos nobiliárquicos logo os viscondes dizem que não tem interesse em tal, mas ficam muito enrubescidos.
Agradeço a lição que me deu, fiquei agora a saber que há 12 mil anos, já Portugal existia e ainda mais já era um sistema monárquico.
4ª classe das antigas tem Vossa Excelência? Quanto muito conseguiu esse grau académico com as agora Novas Oportunidades. Consegue «vêr» a «diferênça»? Se calhar esteve muitos anos fora de «Portograall» e como tal ainda que tenha excelentes conexões neurológicas ainda tropeça no teclado.
Não tenho interesse em alimentar polémicas, com o Povo, o Clero ou Nobreza.
Daqui mui delicadamente me despeço, esperando que continue a perfilhar as suas convicções e mais importante que tenha muita saúde e seja mui feliz.
Sem imagem de perfil

De Ega a 02.10.2009 às 01:18

Está bem, Arma/31. É um modo correcto de manter a sua, enquanto nós mantemos a nossa. Ninguém quer converter ninguém. Dê-se bem com as suas ideias. Salvé. 

Comentar post