Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




"Preso por ter cão, preso por o não ter". O Presidente se tivesse esclarecido os portugueses no momento oportuno (a mais de um ano das eleições legislativas), nada de mal viria ao pequeno mundo de intriguinhas palacianas em que vivemos.

Se o Presidente tivesse esclarecido o País quando saíu a "notícia" dos emails no DN e dito que havia vulnerabilidades nos sistemas electrónicos da Presidência, então teria sido acusado pelo PS de estar a dar uma ajuda ao PSD em plena campanha eleitoral. Como se manteve em silêncio, acabou na prática por dar uma ajudinha política ao Eng. Sócrates. Jogada magistral do PS que talvez lhe tenha valido ter sido até o partido mais votado!

Vem isto a propósito da necessidade de "escutarmos" a história política dos últimos cem anos das democracias ocidentais.

Nos regimes monárquicos constitucionais como os do Reino Unido, Suécia, Dinamarca, Noruega, Luxemburgo, Espanha, Holanda, Bélgica, Japão, Austrália, Canadá, nunca o Chefe do Estado foi acusado de partidarismo, ou se levantaram suspeitas de que serviços secretos andavam a armar-se em espiões partidários.

É preciso irmos às repúblicas dos EUA (Nixon), França (Chirac) ou ao Portugal de hoje, - já sem falar na Itália ou na Grácia por uma simples questão de decoro, - para confirmarmos, mais uma vez, que a natureza da própria República acaba sempre, mais tarde ou mais cedo, neste espectáculo lamentável a que estamos a assistir.

Nas Monarquias constitucionais contemporâneas, o Chefe do Estado - a Coroa - é o garante do suprapartidarismo do Poder Judicial, das Forças Armadas e da Independência Nacional.

Em República as "secretas" andam quase sempre ao deus dará. Umas vezes só nas mãos do Chefe do Estado, outras sob a alçada do Governo da altura.... por entre os "mixericos" partidários de quem irá ser o próximo Presidente...

Mas alguém tinha dúvidas que iam começar mal as comemorações do tal "centenário" da república?

 


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De Ega a 01.10.2009 às 13:39

Eu acho que sei quem é. É um solicito que se oferece para fazer sexo oral a todos os deputados da bancada socilista.
Faz muito zaping por aí.
E já o contemplou a si também: num post algures em que V. falou em votos a 25€ ele prpôs-lhe um favor sexual por 30€. Vá lá ver. Foi isso que me fez suspeitar quem era.
Sem imagem de perfil

De Ega a 01.10.2009 às 13:47


vá ver «Graçolas de Oportunidade». Ele assina o seu nome e dirige-se ao Moita. Já lá deixei um comentário em sua defesa.
Sem imagem de perfil

De Réspublica a 01.10.2009 às 16:09

já vi tem razão e cheira-me que se trata da mesma pessoa que à um tempo atrás atacou até à exaustão e expulsão do J.A.M., e depois veio dizer quando viu o DIAP Porto à perna que foi o filho, que foi brincadeira, sei lá o quê mais...
Sem imagem de perfil

De Réspublica a 01.10.2009 às 15:58

Quer dizer, isto anda outra vez mal, já mudei até o assento do nick, mas estou a ver que não basta...

Comentar post