Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Jornal Nacional da TVI - Requiescat in pace

por Rui Crull Tabosa, em 14.10.09

Mais de um mês depois do oportuno silenciamento do Jornal Nacional da TVI, a que a administração da mesma televisão se prestou, e, convenientemente, só depois de realizadas as eleições legislativas e autárquicas, a Entidade Reguladora da Comunicação Social veio agora considerar “que a referida decisão consubstancia uma intervenção contrária à lei e lesiva das atribuições e competências próprias da Direcção de Informação. Com efeito, ainda que se desse por adquirido que o Jornal Nacional de Sexta, nos moldes em que era concebido, afectava negativamente a imagem da TVI – como é alegado pela sua Administração –, nem por isso tal facto habilitava, por si, o autor da decisão a tomar uma opção claramente situada em área editorial.”

A ERC reconhece ainda “que o momento da tomada de decisão, situando-se em período de pré-campanha eleitoral, era objectivamente susceptível de ter repercussões sobre o acto eleitoral”. Óbvio.

Sobre reintegração da legalidade violada nada refere. Ameaça apenas a TVI com um processo contra-ordenacional e diz que tomará o episódio em consideração “no momento da avaliação intercalar prevista no artigo 23º da Lei da Televisão”.

Politicamente, o caso está morto. Compensou.

A bem da Nação.

 


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De Ricardo a 15.10.2009 às 04:11

Cá para mim, o casal Frankenstein ainda vai voltar...
Sem imagem de perfil

De Francisco a 15.10.2009 às 13:19

Porque razão de todos os OCS´s só na TVI não há Conselho de Redacção ?
É perguntar ao "democrata" casal Moniz, não é ? 

Comentar post