Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O governo 007 à esquerda

por Paulo Pinto Mascarenhas, em 02.12.09

http://wehavekaosinthegarden.files.wordpress.com/2008/09/vieira-da-silva-mortal.jpg

 

Enquanto o país empobrece e se endivida, o desemprego ultrapassa o limite dos dois dígitos e a instabilidade política cresce a olhos vistos, o ministro da Economia dedica-se à actividade que sempre desejou desempenhar: a "espionagem política". Está tudo louco?


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De Ega a 02.12.2009 às 20:49

Por falar em espiões e em (já agora) policias, passei à pouco os olhos pelo JN e vi esta notícia que é - para mim - «Portugal no seu melhor»:

Em 2004, por causa do «Euro», o Governo resolveu dotar a Polícia de quantidades astronómicas do chamado «gás mostarda».
Temeu tumultos que, se calhar, só em Portugal poderiam acontecer. Lá teria a consciência a pesar-lhe.
Não aconteceu nada de especial. A policia continuou a trazer à cinta as «bombinhas» e o tempo foi correndo.
Hoje, o dito equipamento continua a fazer parte da farda, juntamente com a pistola e o cassetete.
Simplesmente, as «bombinhas» ultrapassaram o prazo de validade.
Mas o regulamento é rigido e tem de ser rigidamente cumprido.
(Um esguicho dessas bombas - sempre de acordo com a notícia do jornal, equivale a uma bisnagada de Carnaval. Não mais do que isso).
E como o regulamento é para ser cumprido, numa situação de aperto, qualquer agente policial tem de seguir esta «via sacra:
a) - Primeiro bisnaga a água/gás de mostarda;
b) - Depois, puxa do cassetete;
c) - A seguir das algemas;
d) - Face à ameaça de uma arma nas mãos do meliante, poderá puxar da sua pistola.

Ser polícia é duro.
É correr riscos de vida e, correndo esses riscos, nunca esquecer as prioridades dos procedimentos.

Senão: inquérito, opinião pública (a tal...) em cima, acusação, julgamento...

Enfim, somos um País diferente. Obviamente, de brandos costumes ... policiais.

Conclusão minha: não recomendo este Portugal (republicano) a ninguém.
(Mas sempre pronto a rever a minha posição se o regime também fizer a sua revisão e os cidadãos puderem andar, tal como os polícias, mais à votade nas ruas).
Sem imagem de perfil

De Velho da floresta a 02.12.2009 às 21:07

É um sintoma infelizmente já habitual na nossa 3ª republica , pois aparentemente não há nenhum responsável governativo, de nenhuma cor ou credo (já não acrescento tendências "), que tenha a pontinha de senso comum para verificar, que os materiais e equipamentos (pessoas também já agora), têm um prazo de validade e findo o qual as coisas ou não funcionam ou deterioram-se. Isto é válido desde o alcatrão até aos sprays da notícia, pelo que atempadamente deveriam ser tomadas as necessárias medidas para a sua substituição.
Num próximo capitulo abordaremos a politica em vigor (ou não), no nosso país de manutenção das coisas acima referidas, ou seja desde o alcatrão até aos sprays.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





subscrever feeds