Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Um abraço para os nossos militares no Afeganistão

por Luís Filipe Coimbra, em 26.12.09

No momento que em Portugal se debate a "liberdade e direitos dos géneros", conviria recordar, nesta quadra festiva, os nossos soldados que lá longe também dão uma ajuda para que o Afeganistão não volte a ser um País governado por uma ultra minoria de fanáticos, inimigos dos Direitos Humanos e até da sua própria história e cultura milenares.

Em Portugal defende-se o direito ao casamento entre mulheres; no Afeganistão, os militares portuguese defendem o direito "mínimo" de, ao menos, as mulheres afegãs poderem aprender a ler e a escrever numa escola, com ou sem burka.

Por isso, eu que sou pela paz, apoio a guerra contra os taliban. Custe-nos o que custar.

Bem hajam camaradas portugueses! Há pessoal por aqui que vos respeita e admira!

 

 


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 26.12.2009 às 22:11


Nunca apoiarei qualquer guerra, mas sim qualquer marcha pela paz. Porque através da paz, também podemos defender os interesses dessas pobres mulheres e não só que vivem oprimidas pela imposição da força de Outros, com o apoio escondido e financiado de mais Outros...interessa-lhes alimentar a guerra ... que dá mais lucro que a paz.

É só uma questão de vontade...se todos se unirem, e as massas forem suficientemente espertas para não sucumbirem, os objectivos conseguem-se.

Educadinha
Sem imagem de perfil

De David a 27.12.2009 às 00:29

Sempre que essas "pobres mulheres" tentam
 pacificamente lutar pelos seus direitos... "tiro nelas"! O mal do Afeganistão é que, desde há muito, ingleses, russos e americanos tentaram "adaptá-lo" aos respectivos estilos de vida. Com o resultado que se conhece. E Boas Festas!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 27.12.2009 às 15:05


A vida não se resolve com tiros. As críticas devem ser disparadas contra tem o PODER de decidir.

Defendo a PAZ, defendê-la-ei sempre, opondo-me aos negócios dos mercenários e outros que não se importam de ir para o Afeganistão ganhar mais uns trocos...só por trocos...porque isso de dar um tiro em defesa dos direitos humanos é história mal contada. Tanta defesa, tanto clamor, mas as burkas continuam...até em Portugal...só que alguns ainda não deram por elas.
TIMOR ..diz alguma coisa?
Educadinha
Sem imagem de perfil

De Eduardo F. a 27.12.2009 às 16:54

Não gosto de fazer humor negro mas... refere-se a que "massas"?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 27.12.2009 às 17:19


Caro Eduardo F,

Nem terá que fazer qualquer humor negro. Que a situação fala de per se. De qualquer modo referi-e a todos, aqueles que votam, que criticam e que infelizmente se deixam manipular todos os dias. Bastaria todos se juntarem e não se unirem em torno de um qualquer com Poder ( que este também se retira) e creia que o cenário seria no minímo diferente. Ingenuidade da minha parte? Talvez! Mas sempre grande vontade de desejar Paz e um agrande impotência - pois nada consigo fazer sozinha -, perante as atrocidades a que vou assistindo no dia a dia, em Portugal, e fora deste.
Educadinha

Comentar post