Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Amor

por Henrique Burnay, em 18.01.10

Os meus primeiros 15 minutos de qualquer ida ao IKEA são uma conversão ao romantismo. Assim que vejo casais a escolher sofás e a experimentar colchões, sou tomado por um sentimento absurdo de paixão pela humanidade e pelo amor (pode-se amar o amor). Há mais bonito numa vida a dois do que quando a cama ainda é importante, quando se escolhe um sofá de dois lugares? O amor é ao Sábado, no IKEA.

Certo, ao 16º minuto era capaz de fazer explodir a multidão que me aparece pela frente, em particular as criancinhas que se metem entre mim e a cadeira de que preciso, mas antes, antes acreditei na felicidade.  


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 20.01.2010 às 14:51

Prezados Administradores do 31 da Armada,


 


Se me é permitido o contraditório, concordo com o teor supra de mais um dos clones de um tal Jorge Ega, ressalvando evidentemente que o autor do «conselho» nele insíto possa ser ele.


 


Eu também concordo com ele «Têm a faca e o queijo na mão: Os IPs e, a vontade das pessoas de se voltarem a rever neste espaço». Até nos podemos ver em outros espaços, que eu ainda me queria rir mais um pouco.



Ora em termos de ordinarices e provocações, parece que está tudo dito e mais do que provado sobre a autoria e autorias de quem iniciou a guerra…da risada. Eu «cá» só me limitei a responder, pois então, … que ele há que combater os arremessos da fidalguia de homizios…


 

Educadinha

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





subscrever feeds