Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Amor

por Henrique Burnay, em 18.01.10

Os meus primeiros 15 minutos de qualquer ida ao IKEA são uma conversão ao romantismo. Assim que vejo casais a escolher sofás e a experimentar colchões, sou tomado por um sentimento absurdo de paixão pela humanidade e pelo amor (pode-se amar o amor). Há mais bonito numa vida a dois do que quando a cama ainda é importante, quando se escolhe um sofá de dois lugares? O amor é ao Sábado, no IKEA.

Certo, ao 16º minuto era capaz de fazer explodir a multidão que me aparece pela frente, em particular as criancinhas que se metem entre mim e a cadeira de que preciso, mas antes, antes acreditei na felicidade.  


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 20.01.2010 às 15:39

Quanto a si ó Ega...kakador de estórias e história mal contadas...um manifesto da minha consideração por si,

babei-me de tanto rir...Image
Quem está com as partes doridas é você... Image

e como eu também tenho nacionalidade portuguesa...aqui vai mais um em homenagem á história das empanadas...enfie o barrete...Image
E ponha a chucha que isso passa-lhe..Image
E já agora, só o vejo com um olho....Image
Educadinha
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 20.01.2010 às 22:12

e não desiste a parvinha da Educadinha, é mesmo a sua causa chupar nas vergas em riste.
Oh pacóvio foste descoberto idiota, já podes voltar ao curral que tás perdoado.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.01.2010 às 12:58


Eguinho,
Sou eu humberto, oitraveiz,
Meu bem, peço dêsculpa viu?Ma seu pinto é tão pequininho qui naum deu pra fazer mais.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





subscrever feeds