Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Amor

por Henrique Burnay, em 18.01.10

Os meus primeiros 15 minutos de qualquer ida ao IKEA são uma conversão ao romantismo. Assim que vejo casais a escolher sofás e a experimentar colchões, sou tomado por um sentimento absurdo de paixão pela humanidade e pelo amor (pode-se amar o amor). Há mais bonito numa vida a dois do que quando a cama ainda é importante, quando se escolhe um sofá de dois lugares? O amor é ao Sábado, no IKEA.

Certo, ao 16º minuto era capaz de fazer explodir a multidão que me aparece pela frente, em particular as criancinhas que se metem entre mim e a cadeira de que preciso, mas antes, antes acreditei na felicidade.  


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.01.2010 às 20:22


Ó brunilde bruné, se és amiga da marquesa de Caralhás e daquela da Ponte, e do Péga, não me venhas mais à loja, já não aceito pratos esmilhados para te fiar o chá.
Se mapareces cá à porta, levas com um balde de adubo em cima, pra ver se ficas mais esperta.

Caralheta da sopa da pedra
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.01.2010 às 20:37

isso mesmo: «caralheta».
Ordinarona. Regateira. A Maluqinha do 31.
Há-de constar entre a cãozoada de Sintra.
E não só
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.01.2010 às 23:10

ÃO ÃO ÃO...AHUUUUUUUUUUUUUUUUU
Descobri-te a careca!
Quem assina? A marqueza cagagases,a maria da conte, a marqueza caralhás ou o Péga, o dono dos perdigueiros?
Ou o Relespública?

Eu estou aqui para os lados da Regaleira. Quando passares avisa, que eu vou afiar o espadachim e procuro o que te falta para que possas dizer «rá rêga»

Ão, Ão, Ão,

Wonderwoman


sono com molta paura...

Donzela que não precisa de espartilho apertado.






 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





subscrever feeds