Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Amor

por Henrique Burnay, em 18.01.10

Os meus primeiros 15 minutos de qualquer ida ao IKEA são uma conversão ao romantismo. Assim que vejo casais a escolher sofás e a experimentar colchões, sou tomado por um sentimento absurdo de paixão pela humanidade e pelo amor (pode-se amar o amor). Há mais bonito numa vida a dois do que quando a cama ainda é importante, quando se escolhe um sofá de dois lugares? O amor é ao Sábado, no IKEA.

Certo, ao 16º minuto era capaz de fazer explodir a multidão que me aparece pela frente, em particular as criancinhas que se metem entre mim e a cadeira de que preciso, mas antes, antes acreditei na felicidade.  

Autoria e outros dados (tags, etc)


comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.01.2010 às 00:13

Caramba, temos AVC pela certa, a moleirinha chocalhou bem com o último abalo.
Ora deixa cá contar as pérolas que faltam ao colar:
"Há mais bonito numa vida a dois do que quando a cama ainda é importante" ...blá blá blá - toing (O banco de trás é incómodo e o telhado ainda pior)
"em particular as criancinhas que se metem entre mim e a cadeira de que preciso"  - toing  (olá!)
"ao 16º minuto era capaz de fazer explodir a multidão que me aparece pela frente" toing (Taliban! hem!)
"O amor é ao Sábado, no IKEA" - toing (Quem não está estivesse!)
"Assim que vejo casais a escolher sofás e a experimentar colchões, sou tomado por um sentimento absurdo de paixão pela humanidade e pelo amor" - toing (apetece-lhe logo transforma-se em calçadeira)

Educadinha, deste-te conta do abalo?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.01.2010 às 06:57


Depois de mais uma noitada abalo a visitar a mãezinha. Pode ser que fique com ela uma temporada. Adeus.



Educadinha
Sem imagem de perfil

De Mariazinha a 19.01.2010 às 07:00

Eduardinha, meu amor!
Leva agasalhos que lá nas serras está frio.
Manda postais queridos.
Beijinhos!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.01.2010 às 17:11


Ritinha,

Então já descobriste a tua árvore genealógica foi...isso do pai ser pastor...é muito complicado.

Continuas nas Mónicas, é?

Educadinha
Imagem de perfil

De Réspublica a 19.01.2010 às 19:46

Oh Educadinha, qual é o mal de ser filho de um pastor, de um pedreiro, de um padeiro ou de qualquer outra pessoa, desde que pratique um trabalho honesto deve ser respeitado, precebo V. Ex.ª é aristocrata, de sangue azul, não se dá com a plebe...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.01.2010 às 20:16

Caro Respublica,

Meu caro Jorge,

Você raciocina? De certeza que «precebe» tudo?

Olhe bem...lembra-se da cereja sobre o bolo...então decida-se lá...ou simpatiza ou não simpatiza comigo...eu a pensar que os meus beagles iam conviver com os seus perdigueiros...e iamos criar uma nova raça...
Se não é você o queiroziano, só pode ser o outro...o tal que diz que eu tirei conclusões precipitadas sobre «os meus discursos» e que até gosta deles...ui..

Cumprimentos,

Educadinha


 
Sem imagem de perfil

De Maradona a 23.01.2010 às 23:30

Então é isso, andas a ver se organizas a vida, macaca.
Andas à pesca e queres peixe para comer.

Olha filha, no teu estado j+a ninguem vai ao anzol. Arranja-te na SS.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.






subscrever feeds