Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Modelos de educação pouco pedagógicos

por Rodrigo Moita de Deus, em 05.03.07

Ontem fui ver os meus sobrinhos, alunos do colégio militar, desfilarem na Avenida da Liberdade. Pobres infelizes! Acordarem às cinco da manhã, de um domingo, a toque de clarinete. Obrigados a vestir uniformes, a colocar baionetas nas armas e forçados a percorrer a pé uma das mais longas artérias da cidade. Posto tudo isto, sem respeito algum pelos mais elementares princípios de laicidade, os alunos foram ainda coagidos a assistar a uma missa.

Apesar de todos estes abusos não houve registo de agressões a professores. Deve ter sido sorte.


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 05.03.2007 às 20:01

Conclusão: os alunos do Colégio Militar não tratam os pais por tu.
Sem imagem de perfil

De SOU COMUNISTA! a 06.03.2007 às 23:08

Na URSS tratavam os pais por camarada pai e camarada mãe.
O RDM trouxe-me à memória aqueles grandiosos desfiles na Praça Vermelha. Impecáveis na forma como marchavam e no final do desfile não eram "coagidos a assistir a uma missa" do camarada capelão. Não havia camarada capelão. Quem queria ir à missa é que era coagido a não ir, mas enfim o ópio não era uma droga tolerada pelos camaradas dirigentes.
Consta que a disciplina era regra número um e que os camaradas cadetes das academias militares não agrediam os camaradas professores. Nem hoje, os camaradas mafiosos que governam a Rússia deixam que tal aconteça.
Enfim, nada como a verdadeira camaradagem para manter a ordem e a disciplina... ou então as relações são literalmente envenenadas e ponto final.

Comentar post