Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




um dia glorioso

por Jacinto Bettencourt, em 25.01.10

Comecei o dia de hoje com a leitura de uma nota de culpa que dá por provadas agressões de jogadores do Porto a um funcionário do glorioso.

 

A meio da manhã soube que Kardek pretende arrendar uma casa de uma pessoa de família.

 

Entretive-me, durante esta tarde, com a revisão de um contrato no qual o glorioso será parte.

 

À noite estarei no Estádio da Luz para festejar a copiosa vitória do Benfica sobre a All-Stars.

 

Atendendo à gloriosa conjugação de eventos, aguardo, a todo o momento, o convite para dirigir o departamento jurídico do glorioso.

Autoria e outros dados (tags, etc)


comentários

Sem imagem de perfil

De Não Interessa a 25.01.2010 às 19:30

"Comecei o dia de hoje com a leitura de uma nota de culpa que dá por provadas agressões de jogadores do Porto a um funcionário do glorioso."

E igualmente por provadas as PROVOCAÇÕES que as incitaram, por parte de funcionários do SLB (já admitiram?) que não só não deviam estar naquele espaço como o estavam com o simples propósito de engendrar esta situação - o que faz eco das imagens recentemente publicadas destas inenarráveis personagens a mudar o ângulo das câmaras do túnel para poderem proceder às mesmíssimas provocações no jogo do ano passado, que é algo a que se dedicam quanto não estão a esbofetear brasileiros no aeroporto ou a ameaçar jogadores do Estoril-Praia.
Sem imagem de perfil

De Não Interessa a 26.01.2010 às 15:17

As PROVOCAÇÕES (bem sei que custa) foram algo dentro desse género com muitas reticências para ocultar as caralhadas inclusas e empurrões. Chega e sobra. Eu teria todo o gosto em ir fazer o mesmo à equipa do Benfica.

Perderam (1-0 com um golo em fora-de-jogo, Javi por expulsar aos 6', 1ª parte acabada em cima de um contra-ataque e um penalty para cada lado. Parecendo que não, assim também o Retorta ganhava) e naturalmente depois de provocados pelos macacos que costumam andar pelo túnel da Luz a mudar ângulos de câmara quando não estão a agredir ou ameaçar ninguém, reagiram. E de pleno direito, diz o relatório, tanto que se vê que só estavam lá para isso.
É o Sapo e Lucílio Baptista (esse clube de labregos).
Sem imagem de perfil

De JB a 26.01.2010 às 17:29

O golo não foi em fora de jogo e o Javi a levar alguma coisa levava um amarelo. Já o Rodriguez era expulso e o SLB tinha um penalty a favor.

Chego à conclusão que alguns adeptos do FCP não são apenas cegos. São mentirosos. Constitutivamente mentirosos. Como o dono, aliás.
Sem imagem de perfil

De Não Interessa a 26.01.2010 às 18:26

O golo foi precedido de fora-de-jogo, foi decorrente do fora-de-jogo, tivesse sido assinalado o fora-de-jogo, não teria havido golo, ponto final.

O Javi levava vermelho por pontapear a bola contra o Falcao com o jogo parado mas como já não se pode esperar critério dos árbitros portugueses, levava um amedrontado amarelo aí e era expulso na 2ª parte por entrada por trás ao Varela.

O Rodriguez teria sido expulso e também fez um penalty, simplesmente isso foi MUITO depois de um outro penalty na otura área cometido pelo César Peixoto.

Não sou eu que o digo, é a imprensa desportiva meu caro.

Chego à conclusão que alguns adeptos do Benfica não só são lobotomizados que não sabem estar numa discussão sem insultarem o interlocutor da forma pavloviana com que tentam justificar o epíteto de material do anedotário nacional que foram construíndo na última década de meia, como têm memória selectiva.
Sem imagem de perfil

De JB a 26.01.2010 às 19:32

Não existe jogada no mundo que não tenha sido precedida de outra jogada, salvo a primeira. Seguindo essa lógica, qualquer golo posterior a uma jogada na qual o árbitro cometeu um erro qualquer não é válido. Repito: a jogada do golo começa com um passe do David Luís. A jogada anterior não tem qualquer influência. Quanto muito, haverá falta de fair play do SLB, caso se considere que o Helton ajudava um jogador do SLB a levantar-se, mas o que verdadeiramente está na origem do golo é o facto de o ataque do SLB ter sido melhor do que a defesa do FCP.


O Javi nunca poderia levar um cartão encarnado por pontapear o Falcão pois o Javi não pontapeou o Falcão. O que ele fez foi chutar uma bola, bola essa que acertou no Falcão. Em lado nenhum do mundo aquilo daria expulsão, e mesmo um cartão amarelo seria discutível tendo em conta a velocidade da bola. Se quer um standard do que deve ser considerado agressão neste tipo de bolas, veja-se o que o Bellushi fez no jogo com o Paços de Ferreira: esse, contrariamente à bola do Javi, era caso para cartão amarelo ou expulsão.

Não existe qualquer penalty do César Peixoto.

E, para finalizar, a imprensa desportiva não diz o que o senhor diz. Mesmo nos casos em que algum comentador partilha da sua opinião -- e olhe que todos os que li foram claros ao atribuir mérito e justiça no resultado final --, limita-se a um ou outro aspecto pontual. O relato que apresenta é absurdo e não é partilhado por ninguém com vergonha do ridículo.
O senhor afinal não mente; simplesmente delira. Imagina coisas que não aconteceram. Confunde bolas com pés; a sua memória nãoo tem tempo nem espaço.

Prefiro anedotas a histórias de chulos e prostitutas. De qualquer forma, anedota é a reacção que tem a uma derrota justíssima.  Anedota é o facto de o FCP andar constantemente a gritar que ganhou isto e aquilo e o facto de todo o país, e os próprios adeptos, não conseguirem levar a sério as conquistas. Anedota é ter o presidente que têm, defendendo-o com as conquistas que obtiveram, quando é precisamente pelas conquistas que o mesmo presidente é posto em causa por qualquer pessoa de bem. Anedota são as conversas que envolvem inúmeros funcionários e agentes do Porto, claríssimas quanto ao conteúdo, e as tentativas desesperadas que  pessoas como o senhor fazem para as ignorar ou banalizar. Anedota são os pés de barro do FCP, na sua grandeza de plástico, nascida naquilo que o regionalismo pariu de mais sujo e decadente. Anedota é o senhor não perceber que não se é grande sem ética, e que é essa é precisamente a diferença entre o FCP e os outros grandes.

Sem imagem de perfil

De Não Interessa a 26.01.2010 às 20:26

Era precisamente no caso do Belluschi que eu ia pegar. Qual é a diferença? Cor do equipamento? Tanto um como o outro são vermelho, não há qualquer distinção.

Existe penalty do César Peixoto. Lamento. 2/3 árbitros do Tribunal d'O jogo, José Leirós no JN e Cruz do Santos n'A Bola fizeram EXACTAMENTE a mesma análise. Realmente, vergonha do ridículo, não tem?

Esse último parágrafo de típico wishful thinking lampião não me pode merecer qualquer resposta. O FC Porto é reconhecido cá dentro e lá fora e não é pelos adeptos do Celta de Vigo, Espanyol e Getafe C (Ruben de la Red a trinco, esse momento inesquecível). Anedota é que isto foi o que conseguiram mesmo com todas as manhosices, o único campeonato que venceram ficou conhecido por "campeonato da APAF" e envergonhou distintos benfiquistas como Ferreira Fernandes, a última taça que conquistaram ficou conhecida como Taça Lucílio Baptista e no ano passado queriam levar o campeonato de júniores à pedrada.

Ética? A ética dos jantares n'O Sapo? Dos telefonemas ao Major? Das ameaças aos jogadores e treinador do Estoril? Do aliciamento de árbitros internacionais com prostitutas (não conhece as "mulheres que amaram Mr. King")? Da falsificação de documentos? Das prendinhas de cristal? Das doações da EPUL? Das negociatas de terrenos com a CML e CMS? Dos cházinhos do Nuno Assis e dos jogadores de basket? Dos jogos no Algarve? Das mensagens a ameaçar árbitros? Das "jarras" e dos DVD? Das ângulos de câmara do túnel? Que ética? Das violações do segredo justiça? Dos livros financiados e editados pela Pinhão? Não me faça rir, alguma vez vocês dão lições de moral para dar a alguém?

A única diferença foi que o presidente do meu clube esteve sob escuta, foi investigado e julgado. O vosso mesmo sem ser investigado, foi escutado mas não foi colocado sob escuta e nunca foi julgado. E lá deve ter continuado a "entrar mais em esquemas" e a "fazer isto por outro lado" como ele diz. Em dois anos de escutas, tudo o que conseguiram foram dois jogos em que não fomos beneficiados, um árbitro que foi lá a casa e um árbitro que queria dar umas voltas. E do Apito Dourado para cá, só somos tetracampeões. Vocês, em 8 anos de mafiosice, enfim.. não sei se é melhor a 2ª pior equipa na Taça dos Pequenos do ano passado, se os 4x 3º lugares. É que é do anedotário mesmo.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.






subscrever feeds