Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




um dia glorioso

por Jacinto Bettencourt, em 25.01.10

Comecei o dia de hoje com a leitura de uma nota de culpa que dá por provadas agressões de jogadores do Porto a um funcionário do glorioso.

 

A meio da manhã soube que Kardek pretende arrendar uma casa de uma pessoa de família.

 

Entretive-me, durante esta tarde, com a revisão de um contrato no qual o glorioso será parte.

 

À noite estarei no Estádio da Luz para festejar a copiosa vitória do Benfica sobre a All-Stars.

 

Atendendo à gloriosa conjugação de eventos, aguardo, a todo o momento, o convite para dirigir o departamento jurídico do glorioso.

Autoria e outros dados (tags, etc)


comentários

Sem imagem de perfil

De Não Interessa a 26.01.2010 às 20:26

Era precisamente no caso do Belluschi que eu ia pegar. Qual é a diferença? Cor do equipamento? Tanto um como o outro são vermelho, não há qualquer distinção.

Existe penalty do César Peixoto. Lamento. 2/3 árbitros do Tribunal d'O jogo, José Leirós no JN e Cruz do Santos n'A Bola fizeram EXACTAMENTE a mesma análise. Realmente, vergonha do ridículo, não tem?

Esse último parágrafo de típico wishful thinking lampião não me pode merecer qualquer resposta. O FC Porto é reconhecido cá dentro e lá fora e não é pelos adeptos do Celta de Vigo, Espanyol e Getafe C (Ruben de la Red a trinco, esse momento inesquecível). Anedota é que isto foi o que conseguiram mesmo com todas as manhosices, o único campeonato que venceram ficou conhecido por "campeonato da APAF" e envergonhou distintos benfiquistas como Ferreira Fernandes, a última taça que conquistaram ficou conhecida como Taça Lucílio Baptista e no ano passado queriam levar o campeonato de júniores à pedrada.

Ética? A ética dos jantares n'O Sapo? Dos telefonemas ao Major? Das ameaças aos jogadores e treinador do Estoril? Do aliciamento de árbitros internacionais com prostitutas (não conhece as "mulheres que amaram Mr. King")? Da falsificação de documentos? Das prendinhas de cristal? Das doações da EPUL? Das negociatas de terrenos com a CML e CMS? Dos cházinhos do Nuno Assis e dos jogadores de basket? Dos jogos no Algarve? Das mensagens a ameaçar árbitros? Das "jarras" e dos DVD? Das ângulos de câmara do túnel? Que ética? Das violações do segredo justiça? Dos livros financiados e editados pela Pinhão? Não me faça rir, alguma vez vocês dão lições de moral para dar a alguém?

A única diferença foi que o presidente do meu clube esteve sob escuta, foi investigado e julgado. O vosso mesmo sem ser investigado, foi escutado mas não foi colocado sob escuta e nunca foi julgado. E lá deve ter continuado a "entrar mais em esquemas" e a "fazer isto por outro lado" como ele diz. Em dois anos de escutas, tudo o que conseguiram foram dois jogos em que não fomos beneficiados, um árbitro que foi lá a casa e um árbitro que queria dar umas voltas. E do Apito Dourado para cá, só somos tetracampeões. Vocês, em 8 anos de mafiosice, enfim.. não sei se é melhor a 2ª pior equipa na Taça dos Pequenos do ano passado, se os 4x 3º lugares. É que é do anedotário mesmo.
Sem imagem de perfil

De JB a 26.01.2010 às 21:21

Decididamente, delira.

Jantar, todos jantam.

Refere-se ao telefone do Major, no qual o presidente do Benfica diz «Ouça lá, eu, neste momento, é tudo para nos roubar!», ou «Agora, dizem-me a mim, que não tenho preferência de ninguém» ou «Mas qual é o gajo que o Porto não quer?! O Porto
quere-os todos, pá!», ou ainda, «Ao Porto qualquer um serve»? É este o telefonema?

Refere-se ao jogo às ameaças que o treinador sportinguista fanático do Estoril diz ter recebido, antes de um jogo em que os jogadores do mesmo por pouco não partiram três pernas a jogadores do SLB? ?


Relativamente à falsificação de documentos, refere-se ao engano de uma data no carimbo de entrada da Liga de Clubes, cujo responsável foi o funcionário da recepção?

Refere-se às prendinhas de cristal que custam vinte euros?

Quanto às doações da EPUL e às negociatas de terrenos, referir-se-à ao acordo com a CML era presidente um ex-presidente do Sporting e que ficam muito atrás das vantagens atribuídas ao FCP pela CM do Porto?

Quanto a chás, refere-se ao doping do Nuno Assis, cuja contra-análise deu negativa e que mesmo assim deu direito a não sei quanto tempo de castigo?

Quanto ao jogo do Algarve, refere-se ao jogo com o Estoril, depois de obtido o acordo da direcção do clube, longe, por exemplo, dos famosos Estoril - Porto em Torres Novas ou Setúbal - Benfica, nas Antas?

Relativamente às mensagens a ameaçar árbitros, referir-se-à aos sms enviados por alguém que tem acesso a todos os telefones móveis dos presidentes de clubes, ou a gravações disponíveis no youtube?

Já quanto a "jarras", expressão desagradável proferida por José Veiga a propósito de erros de arbitragem, quantos foram efectivamente os árbitros castigados por errar contra o Benfica? 

E quanto a DVD, refere-se a uma colectânea de erros de arbitragem preparada pelo SLB fez e apresentou ao ministro responsável pela pasta do desporto, disso dando conhecimento ao país inteiro?

E quanto a livros financiados, refere-se ao livro que descreve como o presidente do FCPcomprou o árbitro Augusto Duarte e mandou espancar um vereador?

Tudo isto é irrelevante. Tudo o que escreve não vale um charuto. Tenta pôr tudo no mesmo saco mas os argumentos são ridículos. Então a referência à violação do segredo de justiça é de cair para o lado a rir.

Infelizmente, eu tenho mau feitio. Se não tivesse mau feitio, ria-me e continuava a responder-lhe. Mas como tenho mau feitio e acho que o senhor não só não é bem intencionado, como é adepto do FCP porque nessa relação tenta sublimar problemas pessoais graves de afirmação, peço-lhe que vá dar uma curva. Não perco tempo com quem não tem cérebro nem masculinidade nem princípios. Tchau Laura.
Sem imagem de perfil

De Não Interessa a 26.01.2010 às 21:46

1) Não. Jantar, janta o Veiga. Com o Devesa Neto. E elementos da CA. No Sapo.

2) Refiro-me às escutas em que o presidente do Benfica refila com o Major por não ter o seu árbitro conforme combinado com o seu intermediário para as encomendas de árbitros, João Rodrigues, em que diz que não quer "entrar mais em esquemas" até porque anda "a fazer isto por outro lado". Refiro-me às escutas em que Pinto de Sousa pergunta se Pinto da Costa tem preferência, como LFV, e Valentim responde "O Porto quer lá saber disso".

3) Refiro-me ao documento falso que atestava que o Benfica tinha as contas em dia, para participação na Liga.

4) Refiro-me às prendinhas de cristal que afinal eram de vidrinho mas não deixam de ser prendinhas e demonstrativas do modus operandi.

5) Gosto de ver que não contrapõe as vergonhosas doações da EPUL ou as negociatas de compra e venda de terrenos com a CML. Presidente sportinguista? E? Desde quando isso é critério? O que é facto é que recebem dinheiro da autarquia, encapotado de negócios que não o são.

6) "Nuno Assis registou um controlo antidoping positivo – detecção de 19-norandrosterona, um derivado da nandrolona, RESULTADO CONFIRMADO PELA CONTRA-ANÁLISE – a 3 de Dezembro do ano passado, após um jogo entre o Marítimo e o Benfica (1-0 para os benfiquistas), a contar para a 13ª jornada da Liga portuguesa."
Arre que é burro.
Foi para ele e outros dois atletas nessa época. Os cházinhos

7) Refiro-me a esse jogo no Algarve, autorizado pelo Estoril do sócio maioritário José Veiga e marcado em conluio com o inenarrável Cunha Leal, o espécime por trás da célebre de LFV "O benfica prefere os lugares na Liga aos bons jogadores"

8) E sim, refiro-me às ameaças de que Litos e Carlos Xavier falaram a seguir a esse jogo, em que aliás, há relatos do primo aeroportuário de José Veiga também ter que intervir (que é o que faz quando não está a mudar ângulos de câmara).

9) As jarras e os DVD são só a expressão mais dramática da pressão constante sobre os árbitros para conseguir os benefícios de que precisavam para se colarem ao Sporting no 3º lugar. Basta ver a peixeirada feita por LFV após um jogos no Bessa, que lhe valeu uma suspensão simbólica, em que a primeira e mais evidente incidência é um penalty de Nélson. É exemplificativo de uma forma de estar no futebol que é tudo menos ética. Os ceguinhos vêm lá uns moinhos, mas a verdade é que são simplesmente pressões que não se encontram nos outros clubes.

10) Quanto aos livros financiados, refiro-me precisamente a essa peça de ficção de que fala. É mais um exemplo de ética. E de brio jornalístico, já agora, da cáfila mediática que gravita à volta do clube.

11) A violação sistemático do segredo de justiça é, obviamente, indesmentível. Como tudo o resto que não contrapôs.

Estamos de acordo portanto, vocês não dão lições de ética a ninguém. E você não tem nível nenhum. É que o traficante de pneus com recheio apelidaria de "jagunço". É um jagunçito da nossa praça. Todos de acordo. Que rebenta com línguas. Vai-te lavar, sabujo.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 27.01.2010 às 00:07

Comentário apagado.
Sem imagem de perfil

De Não Interessa a 27.01.2010 às 00:10

Hei, "your mom" jokes! Que animal tão deliciosamente retardado!

Comentar post