Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




OE2010

por João Moreira Pinto, em 29.01.10

Os deputados da Assembleia perderam a oportunidade de virar o curso catastrófico das finanças públicas. Pior, perderam a oportunidade de mostrar que a democracia portuguesa não é mais uma jovem imatura. Nem só de maiorias absolutas vive um governo. Os acordos parlamentares deveriam servir para o partido de governo perceber e mostrar que percebeu que existe uma fatia importante do eleitorado que quer medidas diferentes das que ele defende e que é sua função da República zelar também pelos seus interesses.

Teixeira dos Santos tinha o dever de ouvir o apelo do eleitorado de direita que pediu e pede contenção na despesa pública, menos Estado na vida dos cidadãos, mais liberdade na Economia, mérito e trabalho em vez de cunhas e preguiça. CDS e PSD fizeram depender o voto favorável na mudança deste paradigma. O PS não quis mudar.

Ninguém parece querer falar nisso, mas, à esquerda, o mesmo pressuposto se aplica. Aplicar-se-ia, se houvessem soluções credíveis. Não há. Em nome da estabilidade política, a direita absteve-se de votar contra. Trouxeram algumas medidas avulsas em troca que, servem fundamentalmente o interesse de franjas do seu próprio eleitorado. Antes isso. joaompinto

Autoria e outros dados (tags, etc)