Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Simão, o Perspicaz

por Sofia Bragança Buchholz, em 24.02.10

 Personagens:
• Simão, 9 anos
• Eu

Cenário:
Passamos em frente de uma joalharia. Eu paro para namorar, na montra, os meus relógios predilectos: os Cartier. O Simão, ao meu lado, espreita-os, e, sarcástico, desdenha, continuando a andar:

Acção:
– Tão chiques, tão chiques, e tão ignorantes. O quatro em numeração romana não é assim que se escreve.

 

(também aqui)

Autoria e outros dados (tags, etc)


comentários

Imagem de perfil

De Réspublica a 24.02.2010 às 18:26

Por acaso o Simão até está enganado, o IIII em vez de IV é o método tradicional da época romana para escrever 4, pois só no século XIV(XIIII) ou XV se começou a utilizar o IV.
Mas nos relógios usa-se sempre o IIII, por causa de uma decisão do rei Sol.
No meu tempo aprendia-se isso na escola primária, mas o estado da educação actual é o que se sabe...
Sem imagem de perfil

De Luísa a 24.02.2010 às 19:04

Eu acho que já tinha dito por aqui que o Simão era um dos meus heróis. Desde que aprendi a numeração romana que me irrito profundamente por ver os relógios assim. Mas diga-lhe que nem todos os relógios têm o número quatro assim. Há uma marca, das caras e chiques, mas da qual não me lembro agora do nome, que tem um relógio de senhora com o quatro romano "a sério". 
Sem imagem de perfil

De CRF a 24.02.2010 às 19:15

 A Cartier não é inculta neste caso, respeita a tradição, e a tradição  é feita de excepções . O quatro em numerais romanos  escrito IIII é a convenção para relógios  (e não só) pelo menos desde Luís XIV
Diga ao Simão para não se armar em forreta.
Sem imagem de perfil

De Chessplayer a 24.02.2010 às 19:55

"não é assim que se escreve."
no meu tempo idem.
será do acordo ortográfico?
palpita-me que o Simão joga Xadrez.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 24.02.2010 às 20:38

Mlle Sophie,

Perspicaz? Muito, muito mais do que isso. Eu já ficava feliz se tivessemos um Sócrates assim...observador, atento, directo, sem rodeios, oportuno, objectivo...sem papas na língua...verdadeiro, com humor...


Tás a ver ó Pinocrates...tás a ver a geração que queres estragar?

Educadinha
A flor é para o Simão...

A mãe, deve ser a Sophia, mas também que se esperava, quem sai aos seus não degenera...não é? Parabéns pela cria.Image

 
Sem imagem de perfil

De Frederico Duarte Carvalho a 24.02.2010 às 23:39

http://www.mat.ufrgs.br/~portosil/histo2e.html (http://www.mat.ufrgs.br/~portosil/histo2e.html)

Os romanos também escreviam IIII (4)...

Sem imagem de perfil

De GP a 25.02.2010 às 12:37

Pois, mas pode dizer ao Simão que também se usa IIII -- aliás, era mesmo o que se usava classicamente. (sem tempo para referências mais reputadas, ele que comece por aqui, http://en.wikipedia.org/wiki/Roman_numerals#IIII_and_IV (http://en.wikipedia.org/wiki/Roman_numerals#IIII_and_IV))
Sem imagem de perfil

De Paulo Afonso a 25.02.2010 às 15:31


Escrevem IIII invés de IV por uma razão meramente estética, de forma a manterem a simetria no mostrador.
O mesmo sucede no relógio do arco da rua Augusta em lx
Imagem de perfil

De Sofia Bragança Buchholz a 25.02.2010 às 16:09

Meus queridos, vocês não perdoam a "ignorância"
de um miúdo de 9 anos (para ser precisa, ainda nem tinha 9 anos), do século XXI, que sabe muito pouco sobre os romanos e muito menos sobre relojoaria. Achei deliciosa esta saída dele, por isso a transcrevi.
Poderia ter escrito "O quatro em numeração romana "já" não é assim que se escreve", mas aí estaria a falar por mim, e não por ele.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 25.02.2010 às 16:15

Queira da minha parte pedir desculpa ao Simão . Não percebi que tinha nove anos- e ainda por cima chamei-o de forreta por não lhe ter oferecido o relógio. 

Comentar post


Pág. 1/2