Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O fascismo moral de Manuel João Ramos

por Manuel Castelo-Branco, em 16.03.07

A propósito desta notícia no Portugal Diário,  sobre a decisão de um juiz em não penalizar um condutor apanhado em excesso de velocidade, vale a pena comentar a decisão de Manuel João Ramos, presidente duma associação denominada de "Cidadãos Auto Mobilizados".
 
A dita associação fundamentalista,  possuidora de uma única moralidade do cidadão condutor, tem muitas semelhanças com o partido de Francisco Anacleto Louça, facto, que nem sequer é estranho, pois encontramos muitas vezes membros do dito partido de extrema-esquerda nas agitações populares da referida associação. Alias, a encenação cénica é em muitos casos semelhante, levantando-me dúvidas sobre os seus verdadeiros objectivos ou manipulações menos claras ou se a dita associação não funciona as vezes como uma subsidiária para as questões da mobilidade.
 
Não conheço Manuel João Ramos nem nada me move contra este cidadão. Já as suas posições públicas são caracterizadas por um fundamentalismo bacoco e pouco inteligente, são possuidoras de uma verdade que considera única e inquestionável que enquadro num fascismo moral pouco aceitável numa sociedade que se pretende livre e plural.
 
Tal como o Salazarismo bafiento de má memória, também este senhor acha que o cidadão condutor é totalmente incapaz de adequar o estilo de condução as condições da via, ao nível de visibilidade, ao carro que utiliza, etc. Tem de ser o estado a proibir, a castrar, a condicionar aquilo que deve e pode ser a livre escolha de um cidadão responsável.
A mim,  nem este Sr nem a dita Associação me representam.
 
Pena que os únicos movimentos de resposta tenham sido liderados por um homem que acha andar a 200km/h é mais seguro que circular a 100km/h e que com tão fracos argumentos tenha retirado credibilidade ao único argumento válido – a capacidade individual em tomar decisões.
 
PS se alguém souber de um Lancia Delta Integrale 16 V, eu estou comprador!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)


comentários

Sem imagem de perfil

De Peter a 19.03.2007 às 17:09

Zazie: propor a morte violenta dos outros é muito feio, mesmo quando eles ousam afrontar o líder
Sem imagem de perfil

De Nico a 19.03.2007 às 18:20

Todos queremos menos acidentes. Não sabia que a filha do MJR tinha morrido num acidente de viação. Como pai percebo tudo e retiro tudo o que escrevi.
Sem imagem de perfil

De Luisa a 19.03.2007 às 23:53

Ena! Eu conheço o Manel João, e bem. Sou mesmo amida dele há muito anos. Dizer que ele é fundamentalista, bacoco, e o que mais lhe chamam, enfim, cada um é livre de dizer o que pensa. Isto é uma democracia, por muito que apareçam pessoas que podem fazer com não pareça. Já não saber que o veículo que o Senhor Professor Dutor Manuel João Ramos conduz, enquanto presidente da ACAM, - e que está à venda - é um Lancia Delta Integrale 16 V, é derrapar...
Sem imagem de perfil

De Bauer a 20.03.2007 às 03:37

O fascismo moral de Manuel Castelo-Branco

Se bem entendo o comentário da Luisa, as menções a um mesmo modelo da Lancia no post resultam da disposição do sr. Manuel Castelo-Branco para a censura das "livres escolhas de um cidadão responsável" e a sua denúncia pública. É pidesco, no mínimo.
Sem imagem de perfil

De Acolito a 22.03.2007 às 21:30

PS se alguém souber de um Lancia Delta Integrale 16 V, eu estou comprador!!!

Opa, não, mas se quiseres sei onde podes tirar a carta de condução. Ou pelo menos aprender o código, os limites de velocidade, etc, etc.
Por outro lado, em relação ao teu português neandertal, só te posso recomendar mesmo a escola primária.
Sem imagem de perfil

De Vegetariana a 01.04.2007 às 23:27

já vi q este blog pretence a uma chusma de betos e betas de salto alto que gostam de assapar na autoestrada. A inanidade cultural que por aki grassa é de vomitar.
Eles com gel e chinos' , lentes escuras, dentes escuros dos charutos, impotentes, encaixam o traseiro gordo no coiro das máquinas.
Elas, mal fodidas, lesbicas incipientes
Sem imagem de perfil

De Bruna André a 22.01.2013 às 22:58

Meu caro amigo, conheço o Professor doutor Manuel João Ramos e tenho muito orgulho em afirmar perante qualquer indivíduo que é meu professor catedrático. Este senhor ensinou-me muito, da mais imensa variedade de temas... Um deles é o facto da crítica em Portugal não ser muito aceite. Pois bem, é por não haver muitos homens e mulheres como ele que o país não avança.

P.S.: se lhe acontecesse o mesmo não vinha para aqui falar de um assunto como este de boca cheia.
Sem imagem de perfil

De Mário a 31.12.2015 às 14:49

Bardamerda para o escrevinhador deste blog, que decidiu chatear o Manuel João Ramos, o qual certamente se está borrifando para ele. O escrevinhador da treta tem a mania de ter opinião sobre tudo, deve achar que é o máximo, mas não passa de um bardamerdas convencido. Vim parar a este blog por engano e espero não voltar cá nunca mais. Por isso escusam de perder tempo a responder-me
Sem imagem de perfil

De Manuel a 31.12.2015 às 15:21

As minhas desculpas ao autor do blog pelo comentário anterior de Mário. Trata-se de um jovem a quem emprestei o meu computador e não me revejo no comentário que ele fez.

Comentar post


Pág. 2/2