Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Alucinante!

por Moedas, em 17.06.10

O Diário Económico de hoje traz-nos a seguinte afirmação: “Executivo, patrões e sindicatos concordam que a lei laboral não é responsável pelo aumento do desemprego”. É incrível! Pessoalmente já trabalhei em França, Inglaterra e Espanha e sei a dificuldade que é viver a lei laboral portuguesa e explicá-la aos investidores estrangeiros, que apontam a nossa rigidez nas leis laborais como um impedimento ao investimento. E não falo só dos investidores anglo-saxónicos, falo dos nossos vizinhos espanhóis que tem um governo socialista e que cada vez que tentam investir em Portugal queixam-se da inflexibilidade do nosso mercado. Na notícia não me choca que o executivo e os sindicatos o digam, mas quando os próprios patrões o dizem fico triste pelo meu país. Há dias escrevi aqui sobre uma geração que não têm direitos, que nunca terá nenhum tipo de pensão de reforma, que na sua maioria ganha a recibos verdes e poucos são os que têm contrato. O que é extraordinário é que em todos os países em que trabalhei, esses países terríveis que podem despedir pessoas, não encontrei a precariedade no trabalho que vejo minha geração em Portugal. Passei mais de 12 anos no estrangeiro e os jovens que conheci em Londres ou Paris todos tinham um contrato, direitos e fundo de pensões, mas todos tinham um dever que era trabalhar, porque se não trabalhassem eram despedidos. Em Portugal voltei a encontrar 12 anos depois amigos arquitectos que nunca tiveram contrato, amigos advogados que nunca arranjaram trabalho depois do curso terminado, amigos biólogos que fazem pos-docs atrás de pos-docs. Se esta geração hoje não tem oportunidades, uma das razões é sem dúvida a lei rígida do trabalho que temos em Portugal e que nos faz pensar vinte vezes antes de contratar alguém, que nos impede de despedir quem não trabalha e que não nos deixa dar lugar aos mais novos.

 


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.






subscrever feeds