Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A solução que se exige

por Nuno Gouveia, em 24.08.10

Augusto Santos Silva colocou em perigo a vida de militares portugueses no estrangeiro. Não tendo muitos  portugueses a actuar no Líbano e no Afeganistão, o patético ministro lançou um sério aviso aos habitantes desses países: se estiverem com portugueses a partir do próximo mês de Outubro, pensem bem antes de falar, pois podem ser espiões ao serviço do Ocidente. Qualquer português poderá ser considerado um alvo, e imagino que os nossos inimigos no Afeganistão, que até agora podiam ligar pouco aos militares que por lá andam, agora irão passar a olhar com outros olhos para os portugueses. Um local de guerra é perigoso, e ao enviarmos soldados para o teatro de operações, sabemos que estamos a correr riscos. Mas é ridículo que o próprio ministro da Defesa, por não perceber nada do cargo que ocupa, contribua para aumentar o perigo. Por isso, e se José Sócrates não tiver dignidade  para tal (como provavelmente não terá) Cavaco Silva,  como Comandante Supremo das Forças Armadas Portuguesas, deve pedir imediatamente a demissão de Santos Silva. Não pode haver outra solução para este caso.


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De Allgarve a 24.08.2010 às 20:56

O augusto é maluco.Qualquer pessoa normal não fazia este tipo de declarações.
Sem imagem de perfil

De A. Dias a 26.08.2010 às 11:06


Quer V. dizer "Nenhuma pessoa normal fazia este tipo de declarações".
Sem imagem de perfil

De pedro silva a 25.08.2010 às 00:11

[Error: Irreparable invalid markup ('<p [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

<P class=incorrect name="incorrect" <a>so</A> gostaria de dizer para acabar com essa ideia que civil pode comandar forcas armadas nao resulta e so da asneira</P>
<br /> 
Sem imagem de perfil

De Jose Nunes a 25.08.2010 às 08:39

Nunca li um texto tão idiota.
Sem imagem de perfil

De Virgínia a 25.08.2010 às 08:52

Na minha opinião pessoal, em Outubro ofereciam  ao Augusto Santos Silva um tour com viagens e hotel pago pelo Líbano e Afeganistão.
Ah... e que ele não se esqueça de levar uma bandeira de Portugal para ser reconhecido mais facilmente.
Pode ser que fique por lá que cá, com pérolas destas, não faz falta nenhuma. 
Imagem de perfil

De Miguel Marujo a 25.08.2010 às 09:55

Bom, ao que parece o senhor ministro limitou-se a ponderar responder positivamente ao que o senhor chefe de Estado-Maior das Forças Armadas andava a pedir publicamente há meses, e que o próprio Conselho Nacional de Defesa tinha relatado ser necessário. Mas aos militares o Nuno Gouveia não se lembrou de acusar de nada.

Comentar post