Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




...

por Nuno Gouveia, em 30.08.10

Luís Naves, vamos lá por partes. Apesar de escrever posts "contra a liberdade", eu compro jornais portugueses. Portanto sou um consumidor da imprensa nacional. E há muitos anos que leio os espaços que a imprensa portuguesa dedica à realidade política americana, e é notória (pelo menos para mim) a parcialidade (como referi, com excepções - por exemplo, gostei bastante de ler as reportagens que o jornalista Ferreira Fernandes publicou no DN e JN na parte final da campanha presidencial de 2008) com que tratam a direita e a esquerda americana. E não falo, obviamente, dos artigos de opinião. Para não recuar muito, basta recordar o que se foi escrevendo em Portugal durante a campanha de 2008. Será que alguém é capaz de dizer que a cobertura da imprensa portuguesa entre Obama e McCain foi imparcial? Não me parece.

 

Se o que existe lá fora é que é bom? Haverá bons e maus exemplos. Como em Portugal. Certamente continuarei a escrever, com toda a liberdade, sobre o que considero certo ou errado. O jornalismo não está acima da critica, tal como não estão aqueles que o criticam. Isso para mim é que é liberdade de expressão.

Autoria e outros dados (tags, etc)


comentários

Imagem de perfil

De Miguel Marujo a 31.08.2010 às 02:13

E a cobertura da Fox News, alguma vez é imparcial? Graças a Deus, vejo o Jon Stewart.
Imagem de perfil

De Nuno Gouveia a 31.08.2010 às 02:21

Nem a MSNBC, por acaso. Mas espero que não acredite que o Jon Stewart é imparcial. Seria muito mau sinal...
Imagem de perfil

De Miguel Marujo a 31.08.2010 às 02:23

É muito mais verdadeiro que a FoxNews e isso faz toda a diferença. O jornalismo tem de ser objectivo, rigoroso. A neutralidade é coisa que não existe, nem deve ser pedida.
Imagem de perfil

De Nuno Gouveia a 31.08.2010 às 02:33

Está a falar da MSNBC? Ou do Jon Stewart?
Imagem de perfil

De Miguel Marujo a 31.08.2010 às 02:35

Do Stewart, no caso de ser "muito mais verdadeiro que a FoxNews". (Quem falou na MSNBC foi o Nuno, não eu.) E estou a falar do jornalismo em geral a partir da segunda frase, claro.
Imagem de perfil

De Nuno Gouveia a 31.08.2010 às 02:40

Isso é uma opinião sua. Mas se fala da Fox News, então eu refiro outra organização semelhante. E acho que a Fox é tão "verdadeira" como a MSNBC, por exemplo. Sobre o Stewart, não costumo misturar comediantes com organizações de informação. Para mim são coisas diferentes.
Imagem de perfil

De Miguel Marujo a 31.08.2010 às 10:33

Comediante é a FoxNews. Só quem sem graça alguma. E voltando ao post: aó agora pude ler o texto do Público e não vejo doutrinação alguma. Vejo uma reportagem viva e que mostra o dito senhor como ele é. Talvez isso é que aborreça. Mas graças a Deus, o Nuno tem a Fox.
Imagem de perfil

De Nuno Gouveia a 31.08.2010 às 12:44

Depois queixam-se que os jornais fecham e as pessoas não compram jornais. Com jornalistas assim, é perfeitamente normal que isso suceda.
Imagem de perfil

De Miguel Marujo a 31.08.2010 às 12:57

Perfeitamente normal, Nuno. Depois queixa-se que é treslido.
Sem imagem de perfil

De Octávio dos Santos a 01.09.2010 às 15:53

O MM, claramente, não costuma ver a Fox News. Por isso parece limitar-se a papaguear o que lê noutros sítios «isentos». Aliás, vê-se logo que não sabe do que fala quando chama comediantes a jornalistas, e jornalistas a comediantes (sim, Jon Stewart é um humorista).

Melhor fazia o Marujo em concentrar-se no seu trabalho - excelente e meritório, sem dúvida - de divulgar imagens de mulheres despidas (embora quase todas muito magrinhas...)

Comentar post