Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Sinto-me revoltado!

por Moedas, em 04.09.10

Acabei agora de ouvir José Sócrates no seu discurso em Matosinhos. Falou de um estado social que eu nunca vi, nem vivi; de uma escola pública em que tudo funciona às mil maravilhas, mas que eu nunca conheci; de um projecto para o país extraordinário de criação de oportunidades, as mesmas que já prometeu mas nunca aconteceram; de um país com uma lei laboral perfeita em que só se despede alguém por justa causa, a tal causa justa que nenhum gestor sabe exactamente o que é, porque nunca ninguém a viu.

 

Tentei ver até ao fim mas não consegui. Pensei num país em que há 600.000 desempregados que sonham em ter um emprego, mas oferecem-lhes um estado social como miragem. Um estado social que os vai salvar! Um país em que há 20% de jovens desempregados que sonham com um emprego e oferecem-lhes novas oportunidades e um sistema educativo perfeito. O sistema educativo que os deixou no desemprego! Um país que é apontado por todos os relatórios do FMI como tendo uma lei laboral de tal forma rígida que desincentiva a criação de emprego e em que os empresários têm medo de criar postos de trabalho, porque criar um posto de trabalho em Portugal é como casar sabendo que não nos podemos divorciar.

 

Sinto-me revoltado!


comentários

Sem imagem de perfil

De Tuga Sorna y Choné a 04.09.2010 às 22:57

Por falar em emprego e revolta...
Há pouco atrás, foi entregue uma candidatura minha a um posto de trabalho, num grande investimento privado estrangeiro em Portugal! Essa candidatura foi entregue nas instalações de um Órgão do Estado:
- Nunca fui convocado para qualquer entrevista ou algo do género!
- Contudo, recebi na altura no telemóvel um SMS desse Órgão do Estado, a convidar-me para estar presente ("fazer multidão", na minha opinião), numa cerimónia pública com a presença de um Primeiro-Ministro!

Os meus dados pessoais não serviam sequer para o acesso a a uma entrevista de emprego, mas para ser convidado para ir "fazer multidão", já serviam! Não fui a essa cerimónia! Mas será que se tenho ido, poderia ter um emprego???????

Mas o Estado já me fez "pulhices" piores! Por exemplo, uma vez candidatei-me a um concurso público para um emprego, fui às provas escritas e tive 20 valores! Na entrevista, a primeira coisa que me foi dito era que estava fora (só tinha dito "Bom Dia" antes), por não "encaixar na política de contratação" daquela entidade, devido a "excesso de habilitações"! Houve pessoal com 11 valores que entrou, passando à frente de uma "catrefada" de pessoas! Eh Eh Eh! ;-) !
Sem imagem de perfil

De kiki a 06.09.2010 às 12:42


Cultura, Mentalidade ,Educação e Respeito !
Aprendam a cultivar esses valores porque o tempo de vacas gordas terminou….

Ps:cuidado com os daltonicos e fariseus ....

As palavras fortes de Jesus "Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas" ecoam através de todo Mateus 23 (versículos 13,14,15,23,25,27,29). ...

Sem imagem de perfil

De Jorge Bruno a 04.09.2010 às 23:54

Deixaram prescrever mil milhões de euros de impostos? Niguém vai preso?!
Sem imagem de perfil

De dói-dói a 05.09.2010 às 19:50

OOOOOOOOOOO
Jorge !
Você pensa que isto é a Alemanha ou a Suécia ....

Valha-me a irmã Lucia
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 05.09.2010 às 15:29


Acredito que esteja mesmo revoltado. Tanto que, obliterado pela raiva escreve "prefeita" em vez de perfeita. Sucede que não dá para perceber se o erro resulta do estado de alma ou de mera iliteracia. Voto na segunda, provisoriamente, até me dizer que é filho de gente rica e nunca por nunca usufruiu do estado social.
Imagem de perfil

De Moedas a 05.09.2010 às 18:02

É triste não ter coragem de se apresentar e ser apenas um anónimo! É essa a sua coragem? Se reparar utilizei a mesma palavra duas vezes no texto e por lapso deixei passar uma delas. Não foi por iliteracia como diz, foi raiva! Tenha coragem e se quiser informe-se melhor sobre o meu passado. Informe-se bem antes de dizer aquilo que não sabe, pois estou certo que é o senhor que é filho de gente rica. Não tenho dúvidas! São os anónimos como o Sr. que são o cancro da nossa sociedade. Identifique-se! ou será que não tem coragem.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 06.09.2010 às 15:07

Moedas...filho! Então?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 06.09.2010 às 17:33

Vês, meu rapaz? Tivesse eu subscrito a provocação (a inicial e a subsequente) e terias perdido a oportunidade de fazer um smiley! E que bonito que isso é. (que se lixe, portanto, o Estado Social que nunca se cruzou - ao de leve que fosse -com nenhum ínclito representante dos Moedas.)

Agora a sério: Um Abraço (descobri que somos da mesma idade)  
Imagem de perfil

De Moedas a 06.09.2010 às 23:34

Um abraço ao amigo anónimo :-) na esperança que  um dia se identifique para além da idade.
Sem imagem de perfil

De José Ribeiro a 05.09.2010 às 23:21


Concordo consigo 31 da Armada. O Estado Social que tanto o Eng. Pinto de Sousa nãó existe. O SNS não é eficiente assim como a Escola Públicac, mais uma mera propaganda do Eng. Pinto de Sousa. Resta-nos o Dr. Pedro Passos Coelho, a esperança deste povo e deste país.
Sem imagem de perfil

De zeze a 06.09.2010 às 12:29


 Se o Dr. Pedro Passos Coelho for do clube do cavaco pode muito bem pensar em arranjar novos pais pois aqui não tens taxo, acredita meu esta escumalha vai por o país pior que o Bangladesh

Comentar post