Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Uma revolução republicana?

por Vasco Campilho, em 04.10.10

 

 

100 anos depois da Rotunda, os portugueses são chamados a participar na governação do País. Não apenas com o seu voto, mas com as suas ideias e o seu conhecimento prático de situações a corrigir. Uma revolução, em suma. Republicana.

 

P.S.: quem não sabe de um desperdício de dinheiros públicos que atire a primeira pedra. Os outros... já sabem o que têm a fazer.


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Imagem de perfil

De zedeportugal a 04.10.2010 às 11:34

<i>Comprometemo-nos a analisar as sugestões, sector a sector e de forma global, e a elaborar uma síntese que será entregue na Assembleia da República.</i>

Muito fraco, para um apelo à participação de cidadania responsável.
Comprometem-se - quem, exactamente? - a entregar uma síntese - feita de que forma, sujeita a que parâmetros? - na A.R. - sob a forma de? - quando? Que tipo de consequências estão previstas para a acção decorrente desta iniciativa? Ou será uma coisa tão inconsequente como os "livros de reclamações" do actual "socialismo de mercado"*.

*(http://umjardimnodeserto.nireblog.com/post/2010/09/09/a-publicidade-enganosa-da-edp)
Imagem de perfil

De Wordsfailme a 04.10.2010 às 13:36

E sai uma bofetada de luva branca para a mesa 3!
...bem metida do Manuel Castelo-Branco
Imagem de perfil

De NunoCosmeMoreira a 04.10.2010 às 18:09

Democraticamente não deixa comentar o que escreve. Ai Castelo Castelo
Imagem de perfil

De Mestre Hirão a 05.10.2010 às 14:50

Tenho por este blogue muita consideração e frequento-o muitas vezes apesar de na maior parte delas não concordar com as suas posições. Digamos que mesmo assim está na parte de cima da minha lista de leituras.
Mas se passou a ser uma sucursal do povo livre então terei do passar muito mais para baixo nessa lista.
É que eu continuo a ler tudo desde a direita á esquerda ou desde "a Voz do Domingo" até ao Avante, o que muda é a ordem de prioridade.
Quanto ás poupanças tenho uma ideia: que tal o menino vasquinho passar a trabalhar em vez de viver do dinheiro que o estado lhe dá? É que ninguém lhe conhece alguma coisa que alguma vez tenha feito

Comentar post