Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

Estava no meio da avenida da liberdade enquanto as águas corriam furiosas. Ao meu lado estava um espanhol saído da embaixada. Preocupado com a inundação tirou o blazer enfiou os braços dentro de água e abriu a sarjeta. Tirou uns quilos de folhas e água começou a correr. E naquele momento percebi que Portugal não era bem um país europeu.

 

Todos os anos é a mesma coisa. As sarjetas estão sujas a cidade inunda. A cidade inunda, os restaurantes e as ruas fecham. Os restaurantes e as ruas fecham e o caos instala-se. E os serviços da câmara e os bombeiros fazem horas extraordinárias a limpar as sarjetas que deviam estar limpas no dia em que começa a chover. E hoje em dia nem é preciso falar com os deuses para saber quando é que começa a chover. Um presidente de camara tem imensas coisas em que pensar mas deixar as sarjetas limpas não era um mau princípio de gestão autárquica.  

Todos os anos é a mesma conversa. Explicam que os “índices de pluviosidade foram anormais”. Como se em Bruxelas, Londres ou Antuérpia não chovesse assim todos os dias.  


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De Julio a 29.10.2010 às 13:51

O post do Moita de Deus está muito bom, mas a resposta do ze está  brilhante :-)
O que me faz lembrar as palavras de um americano que esteve em trabalho a viver uns meses na região centro em Portugal, arredores de Viseu, e uma vez me disse, a quando de um temporal que deixou uma serie de árvores e ramos quebrados nas estradas, explicou-me que a diferença dos EUA para Portugal é que no bairro dele no fim do temporal toda a gente pegava nas serras e ia desimpedir e limpar as estradas do bairro. Enquanto em Portugal ficavam à espera longas horas ou mesmo dias que alguém fosse tratar do assunto, preferindo às vezes perder horas sem nada fazer ou dar voltas de muitos quilómetros, do que arregaçar as mangas e tirar uma árvore de uma estrada.
Claro que isto são generalizações certamente injustas em muitos casos, mas tem sempre algum fundo de verdade.
Sem imagem de perfil

De Robin of Locksley a 29.10.2010 às 14:19

Com a agravante de em LX não se saber distinguir uma serra de uma árvore.

Comentar post