Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




manifesto anti DECO

por Vítor Cunha, em 18.11.10

De todas as empresas portuguesas, há uma que me causa uma enorme desconfiança: chama-se DECO (formalmente é uma associação, como se lê nos estatutos).

 

A DECO é uma espécie de guia iluminado do consumidor: diz-nos a toda a hora o que devemos fazer, mesmo que ninguém lhe pergunte.

 

A DECO tem opinião sobre tudo, menos sobre a DECO.

 

A DECO edita livros e revistas, lança cartões de crédito (!), associa-se a bancos para promover o crédito pessoal e à habitação, faz «parcerias», diz-nos como tratar o acne, aconselha-nos vinhos e faz testes a bicicletas, entre outras coisas.

 

A DECO promove pessoas e lança políticos.

 

A DECO é uma associação e as pessoas têm liberdade de se juntarem: mas não queiram juntar a Humanidade às vossas causas e coisas.

 

 

Posto isto:

 

nesta semana recebi um e-mail (spam, claro) que não pedi com mais uma iniciativa da DECO e com o sugestivo assunto: "Aparelhagem Mini Hi-Fi gratuita a vossa espera".

Querem vender-me uma assinatura da revista. Tentei perceber o preço e o caminho foi infernal (são as chamadas boas práticas de defesa do consumidor); se contratar oferecem-me um toca música ("aparelhagem mini hi-fi compact sound system") e um muito útil medidor de distâncias digital.

 

Haverá quem nos defenda desta «Defesa do Consumidor»?

 

 

 

 


comentários

Sem imagem de perfil

De Utópico a 18.11.2010 às 10:42


e se apresentarmos uma queixa junto da DECO contra a prática de publicidade agressiva por parte da DECO, como será que a queixa vai ser tratada?

Tinha curisosidade em saber!!
Sem imagem de perfil

De Vanda a 18.11.2010 às 11:03


Esta questão já a tinha levantado a mim mesma. Afinal quem nos protege de facto de alguma coisa sem qualquer interesse?? Eu própria sou sócia mas estou a pensar seriamente em desistir...afinal vejo mais gastos que convenientes ou assistência.
Sem imagem de perfil

De Abel a 18.11.2010 às 11:33

Ora finalmente que alguém fala nisto, onde é que se pode ver a lista de "parcerias" da empresa chamada DECO?
Sem imagem de perfil

De Insurrecto Meditativo a 18.11.2010 às 17:19

Não vai. Lembro-me até de uma queixa que evidenciava tal facto, isto é, o consumidor pode-se queixar de tudo e de todos menos da DECO, dado que a queixa é simplesmente esquecida. É como o SOS Racismo. Se fores caucasiano, não te ligam, estás, parece, obrigado a possuir uma inteligência moral superior.


ps - para os mais sensíveis, namorei pouco mais de 1 ano com uma rapariga angolana, portanto, nada de merdas nem de ilações precipitadas. Brancos, pretos, amarelos, tudo boa gente.
Sem imagem de perfil

De João a 18.11.2010 às 11:14

Eu já fui sócio dessa coisa e, quando precisei de apoio, mandaram-me contratar um advogado...

Agora recebo as propostas deles, aceito as ofertas, recebo uma revista de borla e cancelo a assinatura dentro do prazo previsto (apesar de a qualidade dos produtos ser inferior à dos das lojas dos chineses - é uma pena não lhes fazerem uma análise técnica....).

Não entendo como conseguem ser tão incompetentes ao ponto de continuarem a fazer-me ofertas depois de eu já ter feito isto por 3 vezes.
Sem imagem de perfil

De Alex a 18.11.2010 às 11:24

Já passei por uma situação semelhante, inscrevi-me para receber 3 revistas gratuitamente e sem compromisso, e quando dei por isso já estava associado, e quando pedi para rescindir a adesão foram extremamente mal educados durante o contacto telefonico. Enfim... que país é este em que até a defesa do consumidor nos prejudica?

Fui então rever o e-mail e não existem lá "letrinhas pequenas" a informar que ao pedir as tais revistas somos automaticamente feitos como sócios...
Sem imagem de perfil

De sofia a 18.11.2010 às 11:29


não concordo nada, acho que fazem um óptimo trabalho
Sem imagem de perfil

De A. Lopes a 18.11.2010 às 11:32


A DECO chateia as pessoas com publicidade telefónica tão agressiva que somos obrigados a arranjar uma estratégia, ou seja, mentiras para nos vermos livres deles.
Foi o que me aconteceu a mim uma vez que telefonei para lá por causa de um problema que tive na Lidl. Jurei para nunca mais!!! Chegavam a telefonar duas vezes por dia para me convencer a ser sócia e mais não sei o quê. Acabei por ser mais molestada por eles do que pelos outros.
Sem imagem de perfil

De Luis Moreira a 18.11.2010 às 11:52

Com Deco ou sem Deco o caminho vai-se fazendo:http://estrolabio.blogspot.com/2010/11/lancamento-do-livro-escolha-da-escola_18.html
Imagem de perfil

De Fernando Moreira de Sá a 18.11.2010 às 22:08

Ó Luís, que raio terá o cu a ver com as calças ou seja, esse post com este???
Sem imagem de perfil

De K2ou3 a 18.11.2010 às 12:02

Serenal 50, talvez funcione.
Sem garantias claro.
Sem imagem de perfil

De o lisboeiro a 18.11.2010 às 12:49

Lembrem-se do principal e esqueçam os métodos para sobreviverem.. A Deco faz falta.
Sem imagem de perfil

De João Espinho a 18.11.2010 às 14:41


Destaquei na Praça.
Como é que a DECO se financia? Com as quotizações dos sócios? Através das empresas cujos produtos são avaliados?
Sem imagem de perfil

De Julião a 18.11.2010 às 16:15

Esses senhores da DECO, tal como foi dito, oferecem produtos de péssima qualidade, muitos até se encontram facilmente em sites chineses e com ports gratuitos!
Os testes deles a certos produtos - não todos, quero eu acreditar - são encomendados pelas marcas; promovem o que lhes convém e a quem der mais...

Comentar post


Pág. 1/2