Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




manifesto anti DECO

por Vítor Cunha, em 18.11.10

De todas as empresas portuguesas, há uma que me causa uma enorme desconfiança: chama-se DECO (formalmente é uma associação, como se lê nos estatutos).

 

A DECO é uma espécie de guia iluminado do consumidor: diz-nos a toda a hora o que devemos fazer, mesmo que ninguém lhe pergunte.

 

A DECO tem opinião sobre tudo, menos sobre a DECO.

 

A DECO edita livros e revistas, lança cartões de crédito (!), associa-se a bancos para promover o crédito pessoal e à habitação, faz «parcerias», diz-nos como tratar o acne, aconselha-nos vinhos e faz testes a bicicletas, entre outras coisas.

 

A DECO promove pessoas e lança políticos.

 

A DECO é uma associação e as pessoas têm liberdade de se juntarem: mas não queiram juntar a Humanidade às vossas causas e coisas.

 

 

Posto isto:

 

nesta semana recebi um e-mail (spam, claro) que não pedi com mais uma iniciativa da DECO e com o sugestivo assunto: "Aparelhagem Mini Hi-Fi gratuita a vossa espera".

Querem vender-me uma assinatura da revista. Tentei perceber o preço e o caminho foi infernal (são as chamadas boas práticas de defesa do consumidor); se contratar oferecem-me um toca música ("aparelhagem mini hi-fi compact sound system") e um muito útil medidor de distâncias digital.

 

Haverá quem nos defenda desta «Defesa do Consumidor»?

 

 

 

 


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De Boguinha a 21.11.2010 às 22:20


A mim aconteceu-me algo parecido. Aceitei uma "oferta" que foi directamente para o caixote do lixo, uma vez que até os chineses têm produtos de melhor qualidade. Recebi 2 revistas grátis e disse que não me queria tornar sócia dentro do tempo previsto para tal. Recebi várias cartas deles a dizer que estava com as quotas em atraso, telefonemas, etc, etc. Cresci a ver as recomendações da DECO, mas a verdade é que depois disto vi que são iguais ou piores que os outros, uma vez que considero que abusam de uma posição de confiança que possuem junto do consumidor.
Sem imagem de perfil

De Carlos Andrade a 10.05.2014 às 21:22

Eu também aderi a uma das campanhas deles.
Como me fartei de receber revistas que não lia, enviei um email a cancelar a subscrição.
Resposta: Nula... e como o pagamento era por débito directo continuava a receber as revistas e o dinheiro a ser debitado.
2ª Tentativa... o mesmo resultado.
Opção... cancelar o débito directo e mais um e-mail de cancelamento. Fim da história.
Para completar... a DECO é uma multinacional com contabilidade organizada e milhares (se não mesmo milhões) de euros movimentados... Este tipo de organizações só serve para se auto-promover.

Comentar post