Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Os Advogados Portugueses voltam a ir a eleições e é necessário o voto em Fragoso Marques

À cabeça dos candidatos temos o actual Bastonário, Marinho Pinto, figura sempre polémica que se auto-intitula como sendo o Bastonário mais prestigiado e respeitado de sempre pela sociedade portuguesa: Se não fosse um assunto sério até daria vontade de rir. Mas o mais triste é que o Bastonário Marinho Pinto se convenceu de que era o único a falar a verdade sobre a corrupção e os problemas na justiça e, mesmo depois de 3 anos de discurso polémico demagógico, ainda há quem queira votar nele. Ao que parece, tal como há 3 anos, os Advogados portugueses persistem no erro de desconsiderarem que a divisão de votos entre as candidaturas alternativas à do (agora) Bastonário Marinho Pinto pode ser decisiva para que este obtenha uma nova maioria relativa deste que deixará tudo na mesma. A diferença para as últimas eleições é que, desta vez, o erro tem um único nome: Luís Filipe Carvalho.

Luís Filipe Carvalho deixou-se embalar pela sua capacidade e protagonismo mediáticos e deixou-se convencer que podia ser o próximo Bastonário. Inspirado pelo exemplo recente do Bastonário Rogério Alves (o seu Barack Obama, a quem aliás se socorreu recentemente para justificar a sua juventude para estas lides), Luís Filipe Carvalho apresenta-se a estas eleições com os olhos postos nas próximas. Contudo, duvido que o tiro não lhe vá mesmo sair pela culatra pois caso o Bastonário Marinho Pinto venha a vencer estas eleições não acredito que os advogados portugueses se esqueçam daqui a 3 anos que esta candidatura foi a principal aliada desta reeleição (risco que, infelizmente, é neste momento bastante evidente) e, por outro lado, porque me parece que a sua votação vai ser baixíssima e se ficará mesmo por alguma população eleitoral de umas quantas sociedades de advogados de Lisboa que o apoiam, o que obviamente fará esvaziar o “balão de popularidade” junto dos advogados portugueses que o próprio acredita ter em função da sua popularidade mediática (e que noutras circunstâncias podia ter sido potenciado).

Propositadamente para o fim, fica Fragoso Marques. Apareceu discreto e manifestando dificuldades na transmissão da sua mensagem, fruto de uma evidente inexperiência nas lides mediáticas, mas que tem vindo a crescer quer no entusiasmo e energia que transmite, quer na convicção que revela ter nas suas ideias e projectos. Apoiado por uma ampla base eleitoral e com um sólido e maduro programa eleitoral, Fragoso Marques tem vindo a demonstrar que reúne os predicados para ser o Bastonário que a Justiça Portuguesa, Ordem dos Advogados, os Advogados e o País precisam, ou seja: um Bastonário com credibilidade, que fale no tom e no momento certos e que se pronuncie sobre os temas sobre os quais se deve prenunciar.

A mim, Fragoso Marques já me convenceu pelo que espero que venha a ser o próximo Bastonário da Ordem dos Advogados.


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De Pedro Marques a 23.11.2010 às 13:55

Sinceramente a palavra "demagogia" está tão gasta como as meninas de Monsanto. Não sei se é "invejite" mas não podemos tirar crédito às pessoas porque simplesmente são desbocadas e não seguem os nossos padrões de "civilidade". Nesta sociedade dizê-lo daquela forma merece sempre uma pequena demonstração de admiração... Agora chamar-lhe "demagogo" porque não tem papas na língua... Demagogia para mim é isto: mais do mesmo polvilhado num tom falso elitista à mistura!
Sem imagem de perfil

De dói...dói a 23.11.2010 às 14:22

Conheço uma peixeira da Ribeira, que é cá uma demagoga..., livra !
Sem imagem de perfil

De anonimo a 23.11.2010 às 14:58

Esse tal Fragoso Marques é o que tem o cartão do partido?


A demagogia barata não fica bem a ninguém. Os lambe-botas também não.
Imagem de perfil

De Jacinto Bettencourt a 23.11.2010 às 16:24

Qual cartão? Qual partido?
Sem imagem de perfil

De anonimo a 23.11.2010 às 15:18

Não percebo estes "democratas", que acham que se o seu candidato não ganhar nas urnas é porque os votantes são todos estúpidos.

Enfim, é a classe política que temos ...
Imagem de perfil

De Jacinto Bettencourt a 23.11.2010 às 16:25

Não percebo estes "estúpidos", que acham que se o seu candidato ganhar nas urnas é porque os votantes são todos democratas.

Enfim, é a classe de comentadores que temos ...


P.S. Já agora: a que classe política se refere?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.11.2010 às 18:11

a classe dos comentadores esta ao nível da classe dos vossos posts.
Sem imagem de perfil

De O Homem D'ontem a 23.11.2010 às 18:13

Peidei.
Sem imagem de perfil

De Marcolino Brito a 23.11.2010 às 20:22

Como tudo na vida quem não cultura democrática culpa os outros pelos seus desaires. Mas o Dr. Fragoso não tem que de preocupar, o Dr. Luis Filipe vai ganhar estas eleições. E quanto a apoios de sociedades de advogados, o Dr. Fragoso deve estar a falar da sua apoiante PLMJ, que só a maior sociedade de advogados deste país.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.11.2010 às 20:29

Comentador ou não... facto é que Luis filipe Carvalho tem uma queixa crime feita por um sócio fundador da ABBC tendo como base um "desvio" de 160 mil euros, alegadamente não justificado. Quando os seus sócios não confiam nele, poderemos nós confiar?
Sem imagem de perfil

De anonimo a 23.11.2010 às 21:44


Maravilhoso :))) Do melhor que tenho visto!
Sem imagem de perfil

De hajapachorra a 24.11.2010 às 02:28

«que se auto-intitula como sendo»
Desculpai, rapazes, mas não consegui passar daqui. Quem escreve uma bosta destas devia ser condenado a coabitar por tempo indeterminado com o polidor de esquinas que faz de Pm. Ou com o alfaiate benfiquista que faz de bastonário..

Comentar post