Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




«não tenho informação, mas critico na mesma»

por Raquel Vaz Pinto, em 18.01.11

"Manuel Alegre criticou a acção da polícia durante uma concentração de sindicalistas contra os cortes salariais frente à residência oficial do primeiro-ministro que acabou com dois manifestantes a serem detidos pelas forças da autoridade.

Apesar de ter lembrado que José Sócrates não estava em São Bento aquando destes incidentes, o candidato presidencial apoiado pelo PS e Bloco de Esquerda criticou estes acontecimentos, embora tenha admitido não ter muitos detalhes sobre os mesmos. 

«Critico na mesma, é óbvio que critico. É a nossa cultura, mas o que sei é que o primeiro-ministro não está cá. Não tenho informação, mas critico na mesma», acrescentou Alegre. "

 

Palavras sábias de um candidato a presidente.

 


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De CALA-TE BOCA.... a 18.01.2011 às 22:08

Só um ignorante presumido se recomendaria como justo e solidário.
Sem imagem de perfil

De Hsany a 19.01.2011 às 04:16

quem desespera por votos tem de estar ao lado dos cidadãos ... e dizer lhes k são uns coitados que vai mudar tudo etc... alem de criticas mutuas e ideias vãs nada mais tem a acrescentar ao nosso duro dia-a-dia
Sem imagem de perfil

De Herr Frederick a 19.01.2011 às 00:18

Manuel Alegre tem classe, berço, brasões e savoi-faire, coisa que o Cavaco não tem e nunca terá.
O pobre já não diz coisa com coisa.
Mas se querem o Cavaco, olha façam muito bom proveito, pois eu vou continuar com o meu champanhe e os meus brioches...
Sois uns tristes....
Sem imagem de perfil

De Manuel Silva Lopes a 19.01.2011 às 07:29


savoi " é um neo-galicismo ? Já lá chegou o acordo ortográfico?
Sem imagem de perfil

De A. R a 19.01.2011 às 00:30

Pobre Alegre. Que desatino, que pobreza, que exemplar estafado dessa geração de 68.


Como é possível uma democracia ter parido um candidato deste nível.
Sem imagem de perfil

De CALA-TE BOCA... a 19.01.2011 às 12:06

MA tem um passado que fala por si.
Um passado que ninguém cala.
Um curriculum de "dolce fare niente", videirinho.

Não fez/faz/fará - uma vírgula pela Sociedade, criado com colher de prata, bem enfatiotado,  doutoral: evidência que as classes trabalhadoras não ignoram, ao comapará-lo com a sua diária labuta e luta pela sobrevivência.
 
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.01.2011 às 15:39

FALAR SOBRE CAVACO REMETO-OS PARA O POST SOBRE O SPORTING AQUI NO 31, E CONTESTEM O CONTEÚDO DO TEXTO DO " ceguinho"
Sem imagem de perfil

De João Pires a 19.01.2011 às 23:31

Critica na mesma aquilo que desconhece! Um presidente "sábio"!!! Realmente em eleições vale a pena pegar em tudo mesmo que não se saiba do que se está a falar...

Comentar post