Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Um 31 inesquecível

por Luís Filipe Coimbra, em 04.02.11

Liedson conseguiu durante sete anos adiar o descalabro a que o meu Sporting chegou. Depois da saída  insólita de João Moutinho, ele era a última referência de um Clube que não é de bairro, nem de cidade, mas de Portugal.

 

OBRIGADO LEVEZINHO!

 


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De JORGE SILVA a 06.02.2011 às 02:14

No dia em que os senhores lagartos deixarem de ser idiotamente anti-benfiquistas, como principal preocupação das suas vidas, talvez esse clube se torne aquilo que já foi mas que deixou há muito: um clube grande!
A única dimensão do Sporting hoje é a dimensão dos tótós.
Quando começarem a existir sportinguistas e deixarem de existir lagartos talvez cheguem a algum lado.
Vejam o exemplo do senhor Artur Agostinho e do senhor Moniz Pereira e talvez aprendam a ser culturalmente dignos... até lá o caminho é a belenização!

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.






subscrever feeds