Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Noite das arábias em Al Valade (II)

por Luís Filipe Coimbra, em 22.02.11

Provavelmente ter-se-á passado qualquer coisa de muito grave lá fora, nas praças Tahir, antes do início das orações da noite. Se assim foi, é de estranhar que toda a comunicação social não tenha hoje dado relevo especial a esses acontecimentos. Mais esquisito ainda é que na net, entre  videos a imagens, ninguém até agora tenha minimamente divulgado tudo aquilo que eu presenciei ontem dentro de Al Valade, coisa nunca vista em 50 anos que vou às muitas mesquitas dos Aiabolas espalhadas pelo País.

Dois ou três agentes da autoridade entraram numa bancada de Al Valade para sacar pelos colarinhos um passador de passa ou alguém mais avinhado, como por vezes acontece? Nada disso!

Tenho para mim que aqueles olhos alucinados, aquela entrada de rompante e  a vontade de bater a torto e a direito só podem ter uma explicação do foro político- psiquiátrico.

 

Sim, sim. O que é que terá passado pelas cabeças confusas daqueles agentes da (des)ordem?

1ª Hipótese: a criança que levou uma cacetada, não era ela mas o (eticamente) imberbe Ministro da Administração Interna que desmanda neles.

2ª Hipótese: o velhote que levou aquele empurrão, também não era ele mas representaria aos olhos do agente o Ministro das Finanças que lhe tem ido injustamente à carteira.

3ª Hipótese: a senhora de cachecol verde e branco foi confundida com a Ministra da Saúde para compensar aquelas cenas durante a campanha para as legislativas de 2009, em que Sua Excelência abria diariamente os telejornais para explicar ao indigenato que o governo era fantástico e estava tudo muito bem organizado porque nesse dia "não-havia-casos-de-gripe A-na-pandemia-que-não-existia".

 

Eis três hipóteses político-psiquiátricas que deixo à consideração dos médicos do “31”…


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De Tuga Sorna y Choné a 22.02.2011 às 20:46

Vou partilhar convosco uma opinião pessoal que já transmiti a outras pessoas, apesar de poder ser muito polémica!

Acho que o recrutamento de novos agentes da autoridade para as forças de segurança deverá ter falhas, devido ao conhecimento pessoal de alguns dos indivíduos que para lá entraram! Conheço vários indivíduos sérios e absolutamente confiáveis que entraram para as forças de segurança! Mas também conheço uns quantos casos que me deixam absolutamente siderado e a pensar como é possível?

Quando andei no ensino secundário português, lá pelas escolinhas andavam uns quantos indivíduos do piorio, sendo que alguns dos passatempos favoritos desses senhores, aos 14-17 anos, eram o bullying, humilhação e o espancamento de colegas mais novos e/ou em inferioridade numérica; esquemas de extorsão ou roubo, vandalismo, alcoolismo, pessoal sem qualquer tipo de civismo ou educação, que nunca ou raramente tinham qualquer tipo de punição por medo dos adultos, poder e influência dos papás, etc...! Alguns eram repetentes crónicos que só concluíram o 9º ou 12º anos mais tarde e fora da escola pública, devido àqueles cursos e esquemas de facilitismo que antecederam as actuais "Novas Oportunidades"!

Mais tarde fui tendo conhecimento de que vários destes indivíduos conseguiram entrar para forças de segurança e fiquei espantado! Será que indivíduos que aos 14-17 anos são do piorio, aos 18-20 anos já serão uns santinhos de altar? Ainda por cima se não tiverem bons oficiais superiores com autoridade e disciplina para os controlarem?

É por isso que não me admiro nada quando vejo nos jornais ou TV's algumas notícias sobre alguns acontecimentos deprimentes nas forças de segurança!

Aproveito contudo para deixar neste post a minha homenagem a todos os muitos agentes sérios, honestos e aplicados que existem nas forças de segurança; cuja imagem é manchada por algumas ovelhas negras, algumas das quais eu acredito que estejam entre os casos-tipo que referi!

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





subscrever feeds