Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Noite das arábias em Al Valade (II)

por Luís Filipe Coimbra, em 22.02.11

Provavelmente ter-se-á passado qualquer coisa de muito grave lá fora, nas praças Tahir, antes do início das orações da noite. Se assim foi, é de estranhar que toda a comunicação social não tenha hoje dado relevo especial a esses acontecimentos. Mais esquisito ainda é que na net, entre  videos a imagens, ninguém até agora tenha minimamente divulgado tudo aquilo que eu presenciei ontem dentro de Al Valade, coisa nunca vista em 50 anos que vou às muitas mesquitas dos Aiabolas espalhadas pelo País.

Dois ou três agentes da autoridade entraram numa bancada de Al Valade para sacar pelos colarinhos um passador de passa ou alguém mais avinhado, como por vezes acontece? Nada disso!

Tenho para mim que aqueles olhos alucinados, aquela entrada de rompante e  a vontade de bater a torto e a direito só podem ter uma explicação do foro político- psiquiátrico.

 

Sim, sim. O que é que terá passado pelas cabeças confusas daqueles agentes da (des)ordem?

1ª Hipótese: a criança que levou uma cacetada, não era ela mas o (eticamente) imberbe Ministro da Administração Interna que desmanda neles.

2ª Hipótese: o velhote que levou aquele empurrão, também não era ele mas representaria aos olhos do agente o Ministro das Finanças que lhe tem ido injustamente à carteira.

3ª Hipótese: a senhora de cachecol verde e branco foi confundida com a Ministra da Saúde para compensar aquelas cenas durante a campanha para as legislativas de 2009, em que Sua Excelência abria diariamente os telejornais para explicar ao indigenato que o governo era fantástico e estava tudo muito bem organizado porque nesse dia "não-havia-casos-de-gripe A-na-pandemia-que-não-existia".

 

Eis três hipóteses político-psiquiátricas que deixo à consideração dos médicos do “31”…


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De Apenas eu a 22.02.2011 às 23:03

tanta opinião pró e contra claques e forças policiais... alguém sabe mesmo o que se passou? esses julgamentos de comerem todos pela mesma colher é mesmo de rebanho. ou vou atrás de uma ovelha ou atrás de outra sem meios termos.

nas claques e na policia existem pessoas de bom e de mau caracter como em todos os lados. quem por ai até vem com ditados como o "(...) serás pior que eles." tb deve achar que como existem policias corruptos todos o são. e como existem policias que só querem malhar a torto e a direito todos o querem, e por isso a culpa ontem foi da policia.

se na tua profissão um for traficante tu tb o serás. e se por azar no bar que frequentas existe um maluco, um gay, um machista que mete conversa contigo e até falam frequentemente tu tb serás isso tudo.
Sem imagem de perfil

De Alexandre Isaac Salomão a 22.02.2011 às 23:50

Pois é "Apenas eu", e tu, costumas atirar cadeiras à policia, cuspir-lhes para cima? Eu não, mas há quem o faça, e quem vai ao estádio sabe onde eles estão, ou estarei enganado? E não é comerem todos pela mesma medida, é mais "quem anda à chuva molha-se". Eu explico melhor. Pegando no teu exemplo, se estiver com um traficante e for abordado pela policia, é mais que certo que também me vão julgar traficante, não é, ou vives noutro planeta?

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





subscrever feeds