Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Um grito de alarme

por lucianoamaral, em 10.04.07

Ouço na rádio que Lídia Jorge considera que a literatura deve ser um "grito de alarme". Lídia Jorge devia estar consciente de que se a literatura fosse um grito de alarme seria uma chatice medonha, sobretudo se fosse daqueles alarmes ou gritos estridentes.

 

Quer dizer, vendo bem talvez a literatura de Lídia Jorge seja realmente um grito de alarme.


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Imagem de perfil

De Nuno Miguel Guedes a 10.04.2007 às 12:41

A Lídia Jorge continua a ser a Ana Gomes da literatura.

Comentar post