Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Curioso alinhamento

por Nuno Gouveia, em 14.04.11

Ontem no blogue oficial dos assessores do Governo, falava-se em "esqueletos no armário". Hoje, Estrela Serrano, membro da ERC e analista da comunicação, segue a mesma linha de crítica a Pedro Passos Coelho por ter utilizado a expressão, referindo a dificuldade de tradução que os estrangeiros eventualmente teriam. 

 

No entanto, posso assegurar-lhes que a tradução para inglês é mesmo literal: "skeletons in the closet". E até é bastante utilizada na vida política do mundo anglo-saxónico, especialmente quando alguém pretende demonstrar que os políticos ou a governação, como é o caso de José Sócrates e da governação socialista, têm factos escondidos dos eleitores. Por exemplo, no Canadá, que também está em campanha eleitoral, a expressão tem sido utilizada.


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De Maria Antónia a 14.04.2011 às 17:26

Mas qual tradução ?? Não sei quem é a senhora mas a ignorância que demonstra é tamanha que quem se deveria esconder no armário é ela!
A frase utilizada pelo Dr. P Passos Coelho é a versão portuguesa da expressão inglesa. Ou seja, a expressão "skeleton in the cupboard" é DE ORIGEM INGLESA. Não precisa de ser traduzida.

 
Imagem de perfil

De Nuno Gouveia a 14.04.2011 às 18:05

Sim. Segundo percebo, os ingleses usam mais a "skeleton in the cupboard" e os americanos a "skeleton in the"closet". De qualquer modo, não vejo que dúvidas pode haver nesta questão. A menos que tudo sirva para criticar. 
Sem imagem de perfil

De virgilio costa a 14.04.2011 às 17:37


A campanha no Canada é mais civilizada... em portugal seria só substituir o nome pelo do bacharel


http://www.theglobeandmail.com/news/politics/ottawa-notebook/scatological-attack-on-stephen-harpers-record-goes-viral/article1984598/
Sem imagem de perfil

De O Homem D'ontem a 14.04.2011 às 18:19


como é que alguem que pelos vistos nao ve as noticias internacionais e que aparentemente tambem nao sabe mais ingles que o "engenheiro" se decide a mandar larachas sobre assuntos sobre os quais é ignorante?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 14.04.2011 às 19:11

Já que parece que a senhora é perita em línguas (de gato, talvez) alguém me consegue esclarecer se o termo "sarfar" (sic), que ela usa no final do artigo, existe em "bom português"?
Sem imagem de perfil

De burns a 14.04.2011 às 21:29

qual é a surpresa?
essa senhora sermpre fez os fretes ao bacharel e os assessores apenas a têm de lembrar quem é que lhe paga a marmita do almoço
Sem imagem de perfil

De Ana a 14.04.2011 às 22:43

e gato escondido com o rabo de fora, também usam no canadá? «hidden cat with its tail out» ou qualquer coisa parecida?
Sem imagem de perfil

De Maria Antónia a 15.04.2011 às 10:16

Não. Não existe. E daí ?
Para além da anedota do acordo ortográfico, agora querem ver que só podemos usar expressões made in the UK ou nos EUA ?

 
Sem imagem de perfil

De Estrela Serrano a 15.04.2011 às 12:08

O autor do post deve andar muito distraído...é que durante todo o dia as televisões repetiram as frases do líder do PSD como era, aliás, natural...mas pelos vistos a sua fonte privilegiada é o "blog oficial dos assessores do Governo"....
Imagem de perfil

De Nuno Gouveia a 15.04.2011 às 12:59

Imagino que terá percebido que o curioso alinhamento foi ter "pegado" na expressão pelo mesmo ângulo. E na verdade, tanto o blogue oficial dos assessores do governo como a Estrela Serrano, erram ao dizer que esta expressão seria de difícil tradução. 
Sem imagem de perfil

De Estrela Serrano a 15.04.2011 às 13:57

Caro Nuno Gouveia, percebo que você queira forçar um qualquer "alinhamento" do meu post, mas pelos vistos não percebeu nada do que está escrito....quem é que não sabe que esse "ditado" existe noutras línguas?...é mesmo não ter mais nada para dizer...sobre o meu post. Fico por aqui e desejo-lhe boas leituras e melhores posts. 
Imagem de perfil

De Nuno Gouveia a 15.04.2011 às 18:25

o principal partido da oposição a falar de ”esqueletos no armário” e de “gatos escondidos com o rabo de fora” (para estas duas frases os peritos devem ter pedido tradutor)


Consta que, quando ouviram Pedro Passos Coelho dizer que não queria "esqueletos no armário" nem "gatos escondidos com o rabo de fora", correram imediatamente para o Google Translate.


Estes foram os aspectos que destaquei no meu post. Pelo que se percebe dos extractos, terá ter pensado, tal como no blogue Corporações, que era difícil traduzir a expressão para inglês. Poderá ter sido uma apenas coincidência entre os dois posts, e não digo que não tenha sido. Mas foi apenas isso que quis destacar no "curioso alinhamento". Sobre o resto do post, não comentei nada. 

Comentar post