Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O PS mentiu e continua a mentir.

por Afonso Azevedo Neves, em 14.04.11

Portugal teve o pior crescimento económico dos últimos 90 anos, mas Sócrates diz que a culpa é dos outros


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De Animal a 14.04.2011 às 22:16

Então mas a crise não começou há 15 dias?


Já não percebo nada.
Sem imagem de perfil

De Ritz a 14.04.2011 às 22:29

Não, a crise começou quando chegaram os senhores do FMI, porque o Passos Coelho não quis brincar mais aos PEC's (pegou na bola e foi para casa) e o Sócrates, disse: ai é, então também já não brinco mais contigo e aí vieram esses senhores que vão do hotel ao Terreiro do Paço a pé, nem carro eléctrico usam, vê lá, para impor novas regras no jogo... por isso a culpa é do Passos Coelho. Também não percebes nada!!!!
Sem imagem de perfil

De hummming a 15.04.2011 às 04:22

Está equivocado(a). Eles andem aí a brincar é connosco, num é uns com os outros!
Porque os abutres internos já nos roeram a carne e os externos querem os ossos e o tutano, percebe?!

Basta ler na íntegra:

«(...) Isto não é política. São factos. Factos que andámos a negar durante anos até chegarmos a esta lamentável situação. Ora, se tomarmos em linha de conta estes factos, interessa perguntar: como é que foi possível chegar a esta situação? O que é que aconteceu entre 1995 e 2011 para termos passado termos de "bom aluno" da UE a um exemplo que toda a gente quer evitar? O que é que ocorreu entre 1995 e 2011 para termos transformado tanto o nosso país? Quem conduziu o país quase à insolvência? Quem nada fez para contrariar o excessivo endividamento do país? Quem contribuiu de sobremaneira para o mesmo endividamento com obras públicas de rentabilidade muito duvidosa? Quem fomentou o endividamento com um despesismo atroz? Quem tentou (e tenta) encobrir a triste realidade económica do país com manobras de propaganda e com manipulações de factos? As respostas a questas questões são fáceis de dar, ou, pelo menos, deviam ser. Só não vê quem não quer mesmo ver.
A verdade é que estes factos são obviamente arrasadores e indesmentíveis. Factos irrefutáveis. Factos que, por isso, deviam ser repetidos até à exaustão até que todos nós nos consciencializássemos da gravidade da situação actual. Estes é que deviam ser os verdadeiros factos da campanha eleitoral. As distracções dos últimos dias só servem para desviar as atenções daquilo que é realmente importante.»
http://desmitos.blogspot.com/2011/04/os-verdadeiros-factos-da-campanha.html

Mas há mais:

Um país de rabo entre as pernas
http://impertinencias.blogspot.com/2011/04/um-pais-de-rabo-entre-as-pernas.html
Sem imagem de perfil

De Jose a 14.04.2011 às 23:04

E tem razão, a culpa é dos outros, os que votaram nele.
Sem imagem de perfil

De Carlos Alberto a 14.04.2011 às 23:25

Parece mentira o que se lê neste blogue.


Toda a gente sabe que a crise começou com o telefonema do Sr. Primeiro Ministro (que hoje foi apoiar as empresas portuguesas, sabiam e até tentou falar numa língua parecida com Inglês) para esse malandro do Pedro Passos Coelho que como se pode deduzir pelas noticias que hoje nos chegam da Finlândia deve ter um telemóvel Nokia   
Sem imagem de perfil

De pior crescimento económico dos últimos ? a 14.04.2011 às 23:57

90 anos desde 1921?

pois aí estavamos a crescer que só visto

e a crise de 29 trouxe fartura nos anos 30

e os anos de guerra explosão económica

decididamente heroicamente e comicamente infantis nas suas atoardas
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 15.04.2011 às 00:33

um palerma que nem matemática de merceeiro sabe só pode ser mentiroso, mandaram-no vir agora aturem-no e pelos vistos ele tem uma seita IURD bem paga e controlada a sondar pelo tipo de comentários obesrvados, devem ser da familia dos daqui do lado que de pobres passaram a ter 4 carros para 3 pessoas, dois de marca pretos dados pelo estado por altos serviços prestados fora de horas, mas se o PS depois voltam a chorar e a ficar no desemprego
Sem imagem de perfil

De aaa a 15.04.2011 às 10:23

Então, mas o crescimento não devia de ser feito pela iniciativa privada? Quem está em falta é a sociedade privada, nomeadamente os famigerados 'empreendedores', nunca sua excelência, o sr. eng. e primeiro ministro Pinto de Sousa.

Comentar post