Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O destino das bibliotecas públicas

por Francisco Mendes da Silva, em 22.04.11

Carla, it is the fate of libraries to die. Não sou que o digo - é o Christopher Caldwell, em resposta à Zadie Smith. 


comentários

Sem imagem de perfil

De É o DESTINO DE TUDO O QUE É PÚBLICO a 23.04.2011 às 02:58

Morrer

W.C incluidos
Sem imagem de perfil

De L. a 23.04.2011 às 21:37

Não é nada! Têm é de estar sempre abertas, ter wifi gratuito, bons livros, janelas para parques verdejantes e... xiu!

L
Sem imagem de perfil

De L. a 23.04.2011 às 21:50

"[L]ibraries are not institutions from which all benefit equally. They are used disproportionately by the old, the affluent and the ambitious."

Que raio de argumento é este?!
Sem imagem de perfil

De scriabin a 23.04.2011 às 22:49

Não se sabe. Mas é um tipo muito importante que o diz, portanto... Eu, que praticamente aprendi a ler numa velhinha biblioteca municipal, que tanta literatura li lá e levei para casa, porque os meus pais não tinham dinheiro para os comprar (como eu, milhões), eu, que sei o que fizeram as bibliotecas itinerantes da gulbenkian por esse pais fora, posso assegurar que o gajo é um imbecil que não sabe do que fala. Mas o Francisco não sabe.
Imagem de perfil

De Francisco Mendes da Silva a 23.04.2011 às 23:48

Mas onde está que eu subscrevo o artigo?
Sem imagem de perfil

De L a 24.04.2011 às 13:20

Vais ao Google e escreves "Christopher Caldwell Zadie Smith". As protecções do FT são fraquitas...

L
Sem imagem de perfil

De L a 24.04.2011 às 13:22

ooops. percebi mal o fms. pode-se apagar?

Comentar post