Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Balduíno, Cavaco e a lei do aborto

por Rodrigo Moita de Deus, em 14.04.07

Balduíno foi rei dos belgas e Cavaco Silva é presidente dos portugueses. Balduíno era contra a lei do aborto. Cavaco Silva também. Balduíno fez campanha contra a lei do aborto. Cavaco Silva entendeu que não devia intervir. Balduíno pediu para abdicar por um dia para não promulgar uma lei com que não concordava. Cavaco Silva promulgou uma lei com que não concordava, escreveu uma mensagem aos deputados e apanhou um avião para a Letónia. Os deputados belgas respeitaram a decisão de Balduíno. Os deputados portugueses ignoraram a mensagem de Cavaco.

Claro que há diferenças entre o Balduíno e Cavaco Silva. Um rei herda o trono por parentesco. Um presidente é eleito pelas suas convicções.


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De Mário Coimbra a 16.04.2007 às 16:43

Já agora podias acrescentar que a posição do Rei Balduíno , criou um problema institucional grave ao país. A posição de abdicar por um dia não se cinge a uma simples frase. As Monarquias já não são o que eram.
Pode um Rei ir contra a vontade dos seus súbditos ? Pode um Presidente ir contra a vontade dos seus eleitores?
Eu votei Não. Achei bem que o Presidente da Republica não interviesse. Não o respeito menos por isso bem antes pelo contrario. A decisão era sempre foi e sempre será - pessoal e não deve ser influenciada por ninguém.
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Já agora podias acrescentar que a posição do Rei Balduíno , criou um problema institucional grave ao país. A posição de abdicar por um dia não se cinge a uma simples frase. As Monarquias já não são o que eram. <BR>Pode um Rei ir contra a vontade dos seus súbditos ? Pode um Presidente ir contra a vontade dos seus eleitores? <BR>Eu votei Não. Achei bem que o Presidente da Republica não interviesse. Não o respeito menos por isso bem antes pelo contrario. A decisão era sempre foi e sempre será - pessoal e não deve ser influenciada por ninguém. <BR class=incorrect name="incorrect" <a>Socrates</A> devia ter feito o mesmo, mas como é uma pessoa fraca e sem carácter não fez!
Sem imagem de perfil

De Rodrigo Moita de Deus a 16.04.2007 às 20:25

Caro Mário,

Não é pelo Sim ou pelo não no referendo. Se a decisão era pessoal, se o PR não tinha que intervir, também não tinha que fazer a mensagem que escreveu aos deputados.


cumprimentos

RMD

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.




subscrever feeds