Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




“Não há portugueses entre as vítimas”

por Rodrigo Moita de Deus, em 17.04.07

“Não há portugueses entre as vítimas do tiroteio de segunda-feira na Universidade Técnica da Virgínia, que vitimou 33 pessoas”. Ainda bem que não há portugueses. E luso-descendentes? Haveria luso-descendentes? Alguém John Silva ou Bill Santos? A Lusa diz que não. A Lusa entrevistou um responsável da Universidade e fez a pergunta que mais nos preocupava: "há luso-descendentes entre as vítimas?". Não há. Morreram 33 miúdos, com a vida toda pela frente, mas não há nenhum Santos ou Silva a lamentar. 

 

Faz parte dos nossos livros de estilo. Uma bilha de gás rebenta em Katmandu vai lá o jornalista português e pergunta: “há portugueses entre as vítimas?”. Descarrila um comboio na índia, morrem 8000 pessoas, vai lá o jornalista português e pergunta: “há portugueses entre as vítimas?”. E depois dão a notícia: “comboio descarrilado mata milhares mas não há portugueses entre as vítimas”.   Todos ficamos mais esclarecidos e descansados.

 

Os americanos que se matem uns aos outros à vontade. Grave, era se houvesse vítimas luso-descendentes a lamentar.

 

 


comentários

Sem imagem de perfil

De Fox a 17.04.2007 às 21:26

lei da p-r-o-x-i-m-i--d-a-d-e ?

Comentar post