Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Meu caro Vasco,

por Jacinto Bettencourt, em 08.06.11

que tu, neste excitante período da nossa História, não consigas pensar o mundo e as opiniões dos outros sem as dividir, classificar e reconduzir a partidos, secções, juventudes, blocos ou outras realidades análogas à que designas de "reacções do CDS blogosférico", é assunto que deixo contigo. Aceito, respeito e opto por fechar os olhos à aparente desconsideração que nisto demonstras pelas minhas posições. No entanto, e se não te importas, agradeço-te que doravante me faças dois enormes favores: por um lado, omitir-me de eventuais exercícios pueris de jota/cacique sobre quem apoia este ou aquele esobre quem está nervoso ou não; por outro, meter na cabeça que não apenas não estou nervoso como me limito a expressar aquilo que penso, alheio aos interesses alguns possam ter na formação da coligação e num qualquer equilíbrio de poderes entre partidos. A Ana Gomes comportou-se forma ordinária, ponto, e se algum de nós os dois está nervoso não serei certamente eu. Vá, concentra-te no que interessa e recebe um abraço amigo.


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De BLAGUE DE ESQUERDA a 08.06.2011 às 17:04


deixe lá isso...são troikices:

http://blaguedeesquerda.blogspot.com/2011/06/guerra-de-troika.html (http://blaguedeesquerda.blogspot.com/2011/06/guerra-de-troika.html)
Imagem de perfil

De Vasco Campilho a 08.06.2011 às 17:33

Caro Jacinto, nem tu nem ninguém que opina na praça pública está isento de ser associado às causas com que voluntariamente se identifica. Não é preciso compulsar todos os teus posts para te identificar com o CDS: basta conferir a composição da barra direita <a href="http://ruadireita.blogs.sapo.pt/">deste blog</a>.

Estranho, aliás, que consideres essa identificação como uma desconsideração para contigo. Que eu saiba, apoiar um partido ainda não é cadastro. Embora, à luz dos adjectivos com que semeaste esta tua resposta ao meu post, quase pareça. Mas vou seguir o teu conselho e concentrar-me no que interessa. Farias bem em seguir o meu e deixar de responder com <a href="http://31daarmada.blogs.sapo.pt/5138055.html">ordinarices</a> a </a href="http://www.dn.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=1872331">ordinarices</a>. Abraço.
Imagem de perfil

De Jacinto Bettencourt a 08.06.2011 às 18:05


Vasco,
apoiar causas não me transporta para o Caldas, não me confere responsabilidades e muito menos o dever de silêncio relativamente ao quer que seja. Mais: ter passado pelo Rua Direita não me associa às opiniões de ninguém que por lá tenha passado. Sim, identifico-me com o CDS, como me identifico com o Benfica. Vais apelar à calma no Estádio da Luz?

Relativamente ao conselho que me dás, devo dizer-te duas coisas: em primeiro lugar, que a censura à Ana Gomes é, para mim, um imperativo -- como não faço da política trabalho e o meu futuro não depende das reuniões de hoje, posso dar-me ao luxo de fazer e dizer o que acho que deve ser feito e dito; em segundo lugar, e peço-te que tenhas isto bem presente, que não admito comparações com a Ana Gomes.
Imagem de perfil

De Vasco Campilho a 08.06.2011 às 18:12

Jacinto, se chamar feia à Ana Gomes é para ti um imperativo de consciência, então retiro tudo o que disse.  Longe de mim querer pôr-me entre um homem e a sua consciência.
Imagem de perfil

De Jacinto Bettencourt a 08.06.2011 às 18:27

Não desconverses e não me faças de parvo, sff. Se achas que chamar alguém de feio é não apenas ordinarice (como se fosse esse o propósito do meu post, aliás) mas uma ordinarice ao nível do que a Ana Gomes disse, precisas de rever alguns conceitos e urgentemente.
Imagem de perfil

De Vasco Campilho a 09.06.2011 às 10:31

O grave no que Ana Gomes disse não foi ser ordinária - embora o tenha sido. Colocar a questão nesse plano é fazer-lhe um favor.

Comentar post